Siga nossas redes:
Browsing Tag:

Fantasia

Resenha – O Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares

Publicado em 28 de setembro de 2016
- Fantasia, Intrínseca, Resenhas

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem busca uma série de fantasia jovem para chamar de sua. Com personagens adolescentes (e outros nem tanto) com particularidades peculiares, um enredo com ar sombrio e narrativa fluida e cheia de mistério.

Vamos aproveitar que esta semana é dia de estreia da adaptação cinematográfica, para falar sobre O orfanato da Srta. Peregrine? Uma mistura de aventura, fantasia e mistério, esse livro tem todos os ingredientes para agradar aos fãs destes gêneros que, misturados na obra, tornam a história espetacular.

Narrado em primeira pessoa, o livro conta a história de Jacob. Ele, um garoto entediado e sem amigos, vive com a família na Flórida. Leva uma vida sem graça, que costumava ganhar tons mais coloridos quando o avô lhe contava histórias peculiares, sobre pessoas excêntricas e aventuras fantásticas. Acontece que agora, Jacob, com os seus 16 anos, já não acredita mais nessas histórias. E embora admire e ame demais esse avô, passou a acreditar que o velhinho era meio louco de pedra. Afinal, para que ele quer ter acesso ao seu quartinho de armas? Por que será que ele jura de pés juntos que, aquelas roupas flutuantes em uma foto, na verdade, estão no corpo de um garoto invisível?

“Agarramo-nos a nossos contos de fadas até que o preço por acreditar neles se torna alto demais”.

A dúvida com relação à sanidade do avô perdura até que uma tragédia acontece, e a partir daí, Jacob põe em xeque até a sua própria saúde mental. Sentindo-se psicologicamente e emocionalmente abalado, com o incentivo do seu psiquiatra, Jacob parte em uma viagem para terras distantes, nas quais o avô viveu boa parte de sua vida e que foram cenários para diversas fotos peculiares. Jacob parte em busca do Orfanato da Srta. Peregrine, na companhia do pai, utilizando meios de transporte aéreos, terrestres e marítimos, eles vão rumo a uma pequena ilha no País de Gales. E quando chegam lá, a aventura começa. Para os personagens e para o leitor, que não consegue largar o livro.

Conforme a investigação de Jacob avança, a gente se depara com todos os tipos de situações: dias macabros repetidos em loop com uma realidade parada no tempo, crianças com força sobre-humana ou que são capazes de ter sonhos premonitórios, adultos que se transformam em aves, seres monstruosos que tentáculos que saem da boca. Pessoas corajosas com o coração do tamanho do mundo, dispostas a lutar para proteger aqueles que amam. É justamente sobre a necessidade de salvar pessoas queridas e, talvez, o mundo, que esse livro fala.

 “Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum quando coisas extraordinárias começaram a acontecer comigo. A primeira delas foi um choque terrível e, assim como qualquer coisa que muda você para sempre, dividiu minha vida em duas partes. Antes e depois”.

O autor criou um mundo fantástico, onde vários universos ou realidades paralelas se cruzam. Ele criou personagens únicos, e instiga ainda mais a imaginação do leitor quando, além de descrever as cenas, lugares e pessoas, ele coloca fotos macabras representando aquilo que disse. Esse, para mim, é um grande diferencial deste livro. Ele possibilita ao leitor entrar em contato com todo o universo criado, seja utilizando como porta as palavras ou as imagens. Essa é uma história que entretém, que angustia e inquieta. Seja por tudo que acontece no decorrer das páginas, seja pelas pontas soltas que permanecem mesmo após o término do livro. Aliás, o livro não tem um final. Mas isso é bom, pois o próximo vai começar justamente a partir daí.

A edição, de 2015 da editora Leya, é Ok. O livro é pequeno, em brochura, e
apresenta as fotos macabras coletadas pelo autor. O que me desagradou foi a diagramação, com letras miúdas e espaçamento bem fechado, o que dificultou um pouco a leitura. Embora eu tenha considerado isso um problema, não me desanimei, pois existem outras edições disponíveis para este livro. Tem HQ (em inglês), tem com a capa do filme, e em breve em capa dura. Ou seja, tem para todos os gostos. Quem curte esse tipo de história, não pode deixar esse livro passar batido. E se você ainda tem dúvidas sobre mergulhar ou não nessa aventura, vou deixar aqui o link para o trailer do filme (que desde o começo já mostra diferenças gritantes da história contada por Ransom Riggs).


Continue Lendo

Resenha – Dama da Meia Noite (Contém Spoilers)

Publicado em 23 de setembro de 2016
- Fantasia, Galera, Resenhas

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem já acompanha a série Instrumentos Mortais, ou para quem (caso não se importe com spoilers) queira conhecer o que a autora tem de novo. É uma fantasia cheia de seres mágicos e da luta do bem contra o mal. É claro que tem romance no meio disso tudo.

Continue Lendo

Resenha – The Bird and The Sword

Publicado em 12 de setembro de 2016
- E-book, Em Inglês, Fantasia, Independente, Para ficar de olho, Projetos, Resenhas

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO para quem busca uma história fantástica que é ao mesmo tempo surpreendente e poética. Ideal para ler naqueles momentos em que buscamos algo encantador, que nos prenda e emocione durante toda a narrativa.

Finalizei, alguns minutos atrás, a leitura de The Bird and The Sword. E ainda sinto ressoar em meus ouvidos as rimas da Lark. Comecei a leitura sem grandes expectativas, apenas sabendo o básico: Amy Harmon era quem havia escrito, que o livro tinha uma pegada de fantasia e romance, e que ele estava super bem avaliado no Goodreads. Não esperava me apaixonar tanto pelo mundo que a Amy genialmente criou.