Siga nossas redes:
Browsing Tag:

Babi A. Sette

Resenha – Não me Esqueças

Publicado em 19 de outubro de 2017
- Nacional, Resenhas, Romance de Época, Verus

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem busca uma história de amor daquele tipo que mais parece um encontro de almas, com direito a uma dose extra de humor e sensualidade. Ideal para ler naqueles momentos que buscamos uma narrativa que encanta, emociona e que desperta (ou resgata) a curiosidade sobre culturas antigas e cheias de magia.

Quando penso em romance de época já imagino uma história doce, com protagonistas femininas que costumam ser à frente de seu tempo, com personagens que se metem em enrascadas, mas com um desfecho que normalmente costuma agradar e encher de amor o coração de quem lê. Isso porque focar no romance e proporcionar um final feliz aos personagens é característica do gênero, então é comum iniciar uma história deste tipo já sabendo o que vamos encontrar. Não me Esqueças tem essas características, e ainda assim é capaz de surpreender e provar para quem o lê que é possível sim fazer diferente em um gênero que tende a ser clichê. Aliás, Babi A. Sette se consolida a cada livro como uma autora que inova e se renova sempre que publica algo inédito. Nenhuma história sua é igual a outra. Continue Lendo

Resenha – A Promessa da Rosa

Publicado em 13 de setembro de 2016
- Nacional, Novo Século, Resenhas, Romance de Época

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA fãs de romance de época, mas que estejam em busca de uma narrativa com alta carga dramática. Aqui o romance está presente, e temos todas as características de um romance de época de qualidade, mas não se enganem: este livro tem o poder de despedaçar corações. Para ler naquele momento em que uma história que aperta o coração se faz necessária, principalmente se a ideia é se apaixonar, desesperar, sofrer e ter esperança – tudo ao mesmo tempo.

 A resenha de hoje é sobre um romance de época nacional, que deixa muitos livros gringos no chinelo. Preciso dizer que muitas vezes vou contra a máxima que diz: não julgue um livro pela capa. Mea culpa. No que diz respeito aos livros, faço isso  vezes a perder de vista.

Continue Lendo