Siga nossas redes:

Resenha – Uma Chama Entre As Cinzas

Publicado em 11 de dezembro de 2017
- Editoras, Resenhas, Verus

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA fãs de fantasia, aventura e romance, com personagens que evoluem muito na história e com páginas que te deixam sedento e ansiando por mais a cada capítulo. Recheado de reviravoltas e deixando o leitor com um milhão de teorias, Uma Chama Entre A Cinzas é o tipo de livro para se sair de uma ressaca – ou para se entrar em uma, atrevo-me a dizer – pela tamanha qualidade da escrita e enredo.

Se me perguntarem do que é feito este livro, eu responderia que é de células, tripas, coração. Se me perguntarem sobre o cheiro, diria que é chuva, suor, lágrimas e sangue. Quanto ao que parece? Humano. Puro e intensamente humano.

É visceral. Um raio-x das qualidades e defeitos que temos como característica, assim como a ganância, o medo, o ódio e o amor. Dividida pelos pontos de vista de Elias e Laia, nesta história temos os relances de dois mundos, de duas almas distintas com sofrimentos distintos mas que, por alguma razão, se atraem.

Analisando todas as causas da humanidade, a mais pura e genuína é a mudança. Todos nós já passamos por muitas e, garanto, essas não são nem metade do total. Crises ocorrem para promover a evolução. Guerras são fatais, entretanto, as mudanças trazidas por elas são inúmeras.

– Existem dois tipos de culpa – digo em voz baixa. – Aquele que é um fardo e aquele que lhe dá um propósito. Deixe que a culpa seja o seu combustível. Deixe que ela te lembre de quem você quer ser. Trace uma linha em sua mente e nunca mais a ultrapasse. Você tem uma alma. Ela foi ferida, mas está aí. Não deixe que tirem isso de você, Elias.

A transformação dos personagens neste livro foi o que mais me surpreendeu. Laia começou assustada, encolhida, retraída. Elias tinha o pensamento diferente dos demais, contudo, não a atitude. Os dois, juntos, separados, duas chamas entre as cinzas, cresceram de modo inacreditável. Inicialmente, eles estavam na fase de descrição singular em minha leitura. Uma palavra, uma característica bastava: Erudita. Máscara. Depois, mais algumas se somaram a elas. Destemida. Corajoso. Escrava do sistema. Escravo do seu sangue. Resistente. Decidido. Mutável. Mutável.

Mutável como toda alma humana é. Mutável como toda representação do que somos seria e é isso que Sabaa Tahir fez: nos deu uma obra de arte moldada pelas transformações que guiam nossos corações com 432 e insuficientes páginas, pois queremos mais. Ah, se queremos!

Este livro, como os personagens, começou singular. Nas primeiras dez páginas, eu diria que ele é… diferente. Mas, como bom aspecto humano, o pensamento também se transforma, e o diferente se tornou bom. E então interessante. Intrigante. Extraordinário. Magnífico.

E agora, voltando à singularidade, eu lhes digo: imperdível. Esse livro é imperdível.


Livro: Uma Chama entre as cinzas
Autora: Sabaa Tahir
Lançamento: 2015
Editora: Verus
Páginas: 432
Sinopse: Laia é uma escrava. Elias é um soldado. Nenhum dos dois é livre. No Império Marcial, a resposta para o desacato é a morte. Aqueles que não dão o próprio sangue pelo imperador arriscam perder as pessoas que amam e tudo que lhes é mais caro. É neste mundo brutal que Laia vive com os avós e o irmão mais velho. Eles não desafiam o Império, pois já viram o que acontece com quem se atreve a isso. Mas, quando o irmão de Laia é preso acusado de traição, ela é forçada a tomar uma atitude. Em troca da ajuda de rebeldes que prometem resgatar seu irmão, ela vai arriscar a própria vida para agir como espiã dentro da academia militar do Império. Ali, Laia conhece Elias, o melhor soldado da academia — e, secretamente, o mais relutante. O que Elias mais quer é se libertar da tirania que vem sendo treinado para aplicar. Logo ele e Laia percebem que a vida de ambos está interligada — e que suas escolhas podem mudar para sempre o destino do próprio Império.

Você também poderá gostar de

3 Comentários

  • Lili Aragão

    É bom quando desejamos mais de um livro e o segundo já foi lançado né?! haha… eu li esse primeiro livro logo que lançou e curti muito a escrita da autora e o universo que ela criou, assim como o desenvolvimento dos personagens, ainda não tive a chance ($) de ler a continuação, mas tá nos desejados e espero que não demore muito a editora lance o terceiro, pra a alegria ser completa. Eu curti mais uma vez sua resenha Layla, parabéns… Esse é um ótimo livro e vale muito a pena a leitura 😉

    11 de dezembro de 2017 às 16:04 Responder
  • Ludyanne Carvalho

    Imperdível é sua resenha! 👏👏👏
    Estou aqui entre admirar a capa ou essa resenha linda, forte…
    Não conhecia o trabalho da Sabaa, e achei interessante apesar de não ler muito fantasia.
    Gostei de saber que há uma evolução dos personagens; é uma das coisas que mais gosto nos livros é isso, poder ver o persoagem evoluindo.
    Gostei da indicação!

    Beijos

    11 de dezembro de 2017 às 18:25 Responder
  • Carolina Venceslau

    Eu fiquei de comprar esse livro na livraria perto da minha casa mas quando eu fui comprar não tinha mais mas pretendo tentar comprar ele novamente no próximo ano de cada resenha uma mais positiva que o a outra ainda mais porque adoro essa autora

    23 de dezembro de 2017 às 15:57 Responder
  • Deixe uma resposta