Siga nossas redes:

Resenha – Sweet Soul

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA  quem busca histórias que mesclam dramas reais com uma alta carga emocional e questões morais envolvidas. Para ler preferencialmente após a leitura dos livros anteriores da série, e naquele momento em que a gente busca uma história de amor forte e muito bonita, mas com sua parcela de sofrimento.

Tillie Cole é sem sombras de dúvidas uma das minhas autoras favoritas do gênero New Adult, além de se mostrar uma ótima autora desse gênero especifico, ela também arrasa nos seus romances dark, uma autora super versátil, e que prende a atenção desde as primeiras páginas dos seus livros.

Amo a narração das suas histórias, e seus personagens bem construídos… amo ainda mais seus personagens masculinos. Nossa, como essa mulher sabe criar protagonista masculinos, eles não são apenas fortes e dominantes, mas vulneráveis e apaixonados, humanos com seus defeitos e qualidades, que fazem de tudo e mais pelas suas mocinhas.

A trilogia Carillo Boys, vai focar na história, bem sofrida, de cada um dos irmãos Carillo, e Sweet Soul é o desfecho perfeito para essa trilogia maravilhosa. Finalmente pude ler a história do Carillo mais novo, um rapaz que passou por poucas e boas, mas que conseguiu se manter puro e bondoso, uma verdadeira sweet soul.

Levi não é nada parecido com seus irmãos mais velhos, é mais calado, é mais tímido, não consegue se comunicar muito bem com as pessoas, ele também não tem o aspecto sombrio que seus irmãos carregam, na verdade por fora ele brilha tão forte quanto uma estrela, mas dentro de si leva incertezas e um dor imensa pela morte da mãe.

You are not your Brothers, Levi. You are kind and shy, not hard and boisterous, ready to fight the world. You are quiet baby boy. My sweet, sweet soul.

Com o passar do tempo, Levi esperava que as vitórias, não apenas as dele mesmo, mas as que seus irmãos também alcançaram, iria remediar a dor que sente pela perda da mãe, mas ao contrário de se sentir mais leve, ou se tornar alguém mais aberto com as pessoas ao redor, Levi se vê caindo cada vez mais fundo em um poço de dor e inseguranças, percebe que com o passar dos anos as poucas memórias que tinha da mãe vão desvanecendo, o fazendo se entregar ainda mais ao luto.

É engraçado como a vida certas vezes gosta de nos colocar em situações que nos fazem reavaliar nossos próprios problemas, será que estamos realmente passando por um mau momento? Ou será que apenas não dramatizamos uma situação que na verdade pode ser resolvida se bem avaliada? É difícil notar isso para quem está passando pelo problema realmente. Avaliar sua própria vida com olhos estranhos, é difícil, mas necessário. E não sei se já aconteceu com vocês, mas comigo acontece vez ou outra, me deparar com alguém que está passando por uma situação muito pior que a minha, ou com problemas bem mais sérios que os meus, e como se estivesse recebendo um tapa para acordar para a realidade, me torno consciente dos meus problemas e como pode ser fácil resolve-los. Claro, que nem sempre é assim, para alguns problemas as soluções são bem difíceis de serem encontradas, mas para os meus especificamente, comparado com o tantão de gente que passa por problemas realmente terríveis, são razoavelmente fáceis de lidar. É como se ao deparar-se com situações assim, seus problemas se tornassem muito mais fáceis de serem resolvidos.

O que acontece com o Levi é mais ou menos isso, ele se afunda em uma dor que precisa ser sentida, para poder alivia-la. Porém, ao invés de senti-la, ele coloca essa dor em espera, se contenta em não ir atrás de uma saída para esse vazio que sente cada vez. Até que se depara com uma mulher que está em uma situação bem pior que a dele, e que apesar de ter passados por coisas tão ruins quanto Levi, não teve as mesmas oportunidades de uma vida diferente como ele teve.

Elsie é uma sem teto, é pega em flagrante roubando a carteira de Levi, mas acaba fugindo e levando consigo um dos bens mais preciosos dele, o terço de sua mãe. Ela passou por coisas terríveis em pouco tempo de vida, com 18 anos se vê em uma situação desesperadora sem alternativas de um futuro diferente pela frente. Com fome e morrendo aos poucos em um beco escuro, Levi a encontra. A partir desse encontro, a vida de ambos dá uma guinada, e se veem cada vez mais entrelaçados na vida e no coração um do outro.

To these people I was nothing. When you had no home and lived rough on the streets, they forget that you were also human. Human and utterly lost.

Ao encontrar Elsie, Levi a leva para casa, onde toma conta dela e a protege, ele vê na menina uma parte de sua mãe, e se agarra a ela com todas as forças. Com o passar do tempo e da convivência um vai curando o outro, e juntos conseguem sair do poço de escuridão e solidão que estão. Acabam se apaixonando tão facilmente, como apenas pessoas destinadas umas às outras se apaixonam.

O desenvolvimento dos personagens é algo que vai acontecendo aos poucos, afinal ambos sofreram bastante, então além de se ajudarem, precisam ajudar a si próprios para que uma mudança de fato aconteça. O livro é lindo demais gente, bem emocionante e romântico. Meu sonho é que alguma de nossas editoras publiquem os livros da Tillie Cole por aqui, os livros dela são maravilhosos. Espero que a publicação de Mil Beijos de Garoto pela editora Planeta, seja o gatilho para que muitos outros livros da autora também venham para nossa terra.

Aliás, só para lembrar o Top Comentarista desse mês vai levar Mil Beijos de Garotos para casa! Um conselho para quem ganhar, se preparem para emoções fortes, e estejam cercados de lencinhos. Por sinal quem quiser ir se
preparando, pode ler nossa resenha sobre o livro, aqui. 😉

 


Livro: Sweet Soul
Autora: Tillie Cole
Lançamento: 2015
Editora: Tillie Cole Ltd.
Páginas: 442
Sinopse: Uma tímida alma perdida.
Um silencioso coração solitário.
Um amor para salvar os dois.
A vida nunca foi fácil para o rapaz de vinte anos, Levi Carillo. O mais jovem dos meninos Carillo, Levi não é nada como seus irmãos mais velhos. Ele não é escuro na aparência, ou intimidante para todos que encontra. Na verdade, ele é completamente o oposto. Assombrado por uma timidez paralisante e os trágicos acontecimentos de seu passado, Levi passa seus dias com a cabeça enterrada em seus livros, ou treinando duro com a sua equipe de futebol da faculdade. Tímido demais para falar com as meninas, Levi fica tão longe quanto possível e completamente sozinho… até que salva a vida de uma linda loira perturbada – uma linda loira perturbada que só poderia ser uma exceção à sua regra.
Elsie Hall é desabrigada. Ou, pelo menos, isso é tudo que qualquer um vê. Todo dia é uma luta pela sobrevivência nas ruas frias de Seattle; todos os dias uma luta para encontrar alimentos e se manter aquecida. Sozinha na vida uma vida que é perigosa e cruel sua vontade de continuar é uma batalha que cada vez mais está perdendo. Em seu mundo de silêncio, Elsie já desistiu de ter esperança que sua vida irá conter algo além de luta e dor constantes… até que o menino bonito que ela severamente prejudicou vem em seu socorro, precisamente no momento certo.

Você também poderá gostar de

13 Comentários

  • Lili Aragão

    Oi Gabi, também espero que o livro que a Planeta tá lançando dessa autora seja o gatilho pra trazer muitos outros, pois eu também acho a escrita dela muito boa e apesar de ainda não ter lido essa história, fiquei super interessada. Elsie e Levi devem nos apresentar uma história bem tocante, pois já tô triste por eles e quero que encontrem a felicidade 🙂

    26 de abril de 2017 às 17:18 Responder
  • Marlene Conceição

    Oi Gabi.
    Que resenha mais linda, o fato do mocinho ser mais retraído já me conquistou, gostaria de saber a origem de tudo isso, esse casal realmente vai passar por umas poucas e boas antes de ter o seu final feliz, mas eu não vejo a hora de acompanhar esse desfecho.
    Bjs.

    26 de abril de 2017 às 17:51 Responder
  • Alessandra Fernandes

    Gabi, é verdade que, por mais que tenhamos diversos problemas, sempre existe alguém passando por dificuldades maiores. Gostei da forma como a autora trouxe um pouco disso para sua história e o melhor, misturou o romance e deu o conforto para os protagonistas. Adoro narrativas assim. Estou muito ansiosa para conhecer a belíssima escrita de Tillie Cole e como a editora Planeta irá lançar Mil Beijos de um garoto, quero começar por ele. E que seja somente o começo de muitos livros dela aqui no Brasil!
    Bjos!!

    26 de abril de 2017 às 20:37 Responder
  • Cristiane Dornelas

    Acho legal quando um autor consegue criar bons personagens que não fiquem daquele jeito caricato, uma coisa clichê. Gosto quando fazem o mais humano possível e que consigam mostrar os sentimentos deles e fazer a gente ver como se fossem reais. As histórias ficam mais marcantes, acho. Esse Levi me deixou curiosa por ser tímido, mais quieto e guardar coisas dentro de si que outros possam não ver. Ele tem uma personalidade que acho que me encantaria de cara. E como casal esses dois parecem que foram feitos um para o outro por se entenderem, se ajudarem a curar as feridas e etc. Parece uma história linda.
    Se todos os livros dela forem legais assim tomara que lancem mais coisas por aqui mesmo. Fiquei bem interessada.

    26 de abril de 2017 às 21:53 Responder
  • Caroline Garcia

    Estou vendo tantos comentários positivos em relação as histórias da Tillie Cole, que fico cada vez mais animada pra ler algo dela.
    E o que falar dessa trilogia? Parece ser uma leitura bem delicinha hein!?
    E sobre o livro em questão me parece mesmo ser bem romântico, emocionante e super bem desenvolvido. Daqueles que conseguem prender o leitor!
    Fico na torcida para a publicação dessas obras, fiquei bem interessada e adoraria ler eles 🙂
    Beijos,
    Caroline Garcia

    26 de abril de 2017 às 22:54 Responder
  • Ludyanne Carvalho

    Nossa, Gabi! Preciso urgentemente desta série, e de todos os outros livros da Tillie. Já estou apaixonada por essa autora sem nem ter lido nada dela, ainda.
    Levi 💖 Que amor de personagem, me emocionei apenas com a resenha.
    Que alguma editora caridosa publique, por favor.
    E estou super na torcida para ser A ganhadora de Mil beijos de garoto. 😘

    27 de abril de 2017 às 00:36 Responder
  • Ludyanne Carvalho

    Nossa, Gabi! Preciso urgentemente desta série, e de todos os outros livros da Tillie. Já estou apaixonada por essa autora sem nem ter lido nada dela, ainda.
    Levi 💖 Que amor de personagem, me emocionei apenas com a resenha.
    Que alguma editora caridosa publique, por favor.
    E estou super na torcida para ser A ganhadora de Mil beijos de garoto. 😘

    27 de abril de 2017 às 00:36 Responder
  • Leonora Oliveira

    É muito bom termos autores que sabem criar personagens masculinos marcantes, não é mesmo? Também estou muito animada com a expectativa de em breve ter novos livros da autora, e não vejo a hora de ler Mil Beijos de um Garoto.
    Queria dizer uma palavra para descrever o que eu senti ao ler a sua resenha, mas não consigo achar. Se ao ler a sua crítica já fiquei assim, imagina fazendo a leitura do livro? Uau! Inexplicável. Emocionante, romântico, dramático, personagens imperfeitos, tudo na medida certa. Não tenho dúvidas de que preciso ler!
    Resenha adorável. Parabéns!
    Beijos!!

    27 de abril de 2017 às 01:18 Responder
  • Aichha Carolina Pereira

    Oi Gabi
    Parece um livro com uma carga emocional bem grande! Achei bem corajoso da parte de Levi estar levando Elsie para casa, um fato bem difícil de ver por aí.
    Sobre o TOP comentarista estou super na torcida <3
    Beijos

    27 de abril de 2017 às 23:35 Responder
  • Kris Soares

    Adoro esses homens quebrados e apaixonados, fiquei doida para ler. Ainda não li nada da Tillie Cole, quem sabe eu não eu ganhe o Top Comentarista e comece por esse livro, que prece ser de estraçalhar coração.

    28 de abril de 2017 às 09:59 Responder
  • Leituras da Ketellyn

    Adoro livros New Adult, Elsie e Levi tiveram uma vida dificil, e estou ansiosa para conhece-los melhor e embarcar nesse livro romantico e emocionante. Adorei a capa e muito obrigado por apresenta-lo, não o conhecia e ja o coloquei na minha lista

    29 de abril de 2017 às 22:36 Responder
  • Priscila Tavares

    Essa sim é uma boa dica de leitura. As vezes temos o péssimo hábito de colocar nosso problemas acima dos problemas dos outros, como se existisse um medidor pra isso. Já vou adicionar o livro no skoob para não correr o risco de esquecer dele.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    1 de maio de 2017 às 02:11 Responder
  • suzana cariri

    Oi!
    Ainda não li nada da Tillie Cole, mas já vi tantos comentários positivos sobre seus livros, que estou muito curiosa para poder ler algo dela, esse livro logo me conquistou na resenha, achei a historia densa mas linda, o Levi logo na resenha me conquistou e estou curiosa para saber mais sobre essa historia, também espero que as editoras publiquem essa serie !!

    1 de maio de 2017 às 18:38 Responder
  • Deixe uma resposta