Siga nossas redes:

Resenha – A soma de todos os beijos

Publicado em 27 de março de 2017
- Sem classificação

Livro: A soma de todos os beijos | Autora: Julia Quinn | Lançamento: 2017 | Editora: Arqueiro | Páginas: 272 | Classificação do Skoob: 4,5 | Onde comprar: Amazon

*Livro de acervo pessoal

A soma de todos os beijos, de
Julia Quinn, é o terceiro livro da série do Quarteto Smythe-Smith, um romance
envolvente, cheio de situações engraçadas, que faz com
que o leitor seja cativado do início ao fim.

A série foi um lindo presente que
ganhei de uma parceira de trabalho, uma surpresa linda por sinal! Os
marcadores, os folders, o material dos livros e a caixa que vem tudo, é
simplesmente uma perfeição! A editora Arqueiro caprichou. Se você deseja
comprar o box, pode ter certeza que você não vai se arrepender!

Romance de época é o gênero que eu tenho um carinho enorme e nunca me canso de mergulhar nesse mundo lindo e único! Os romances da Julia sempre me conquistaram… Em cada história sempre surge um ensinamento, e depois da leitura sinto um carinho enorme pelo livro. A autora faz com que ao ler o livro, a gente se sinta como parte da narrativa. E com essa série não poderia ser diferente.
A obra conta a história de Hugh
Prentice, dono de uma mente brilhante, sempre lembrado por todos pela sua
inteligência e sua incrível habilidade com a matemática, se destacando desde
novo, principalmente na escola. Na medida em que vai crescendo ele passar a usar o seu “talento” principalmente para os
jogos de cartas.
Porém, ele vive com as sérias consequências
de uma noite regada de bebida que lhe fez ficar com uma perna aleijada e ser
mal visto por toda a sociedade, por causa de uma partida de jogos de cartas que
não acabou como o esperado… Hugh no final dessa noite memorável, ainda
desafiou o seu amigo Daniel para um duelo, mas, o que eles não imaginavam era
que essa situação mudaria a vida dos dois para sempre… Ficando “má visto” por
toda sociedade. Principalmente por lady Sarah, prima de Daniel, que passa a odiar Hugh depois do ocorrido!

“Sarah Pleinsworth era uma daquelas mulheres dramáticas dadas a exageros e declarações grandiosas. Normalmente Hugh não estudava os padrões de fala dos outros, mas, quando lady Sarah falava, era difícil ignorá-la.” 

Sarah é a própria definição de “dramática”,
atrevida e dona de uma cabeça dura! Mas acima de tudo essa mocinha tem um coração
puro e cheio de amor para aqueles que merecem. O que posso dizer dessa lady é
que ela sente demais, exterioriza tudo aquilo que tem dentro de si. Totalmente
o oposto de Hugh, o carrancudo, sempre sério, sempre blindado a qualquer aproximação.

“- Uma pessoa muita sábia certa vez me disse que não são os erros que cometemos que revelam nosso caráter, mas o que fazemos para corrigi-los.”

Mas quando Sarah é incumbida de
fazer companhia a Hugh, os dois verão que a frase: “Os opostos se atraem” não
poderia se tornar tão verdadeira quando se trata deles. Então, ao decorrer da leitura com o tempo em que eles passam juntos, a opinião e os sentimentos de ambos vão mudando.
Julia Quinn, mostrou um lado de
Hugh que fez meu coração se derreter. Por ele ter suas limitações, resultado do duelo, Hugh acredita não ser homem suficiente para ser digno do amor ou atenção,
em que nas simples situações ele sente raiva de si próprio por estar “aleijado”, menosprezando a si próprio.
Mas o que ele não imagina é que
Sarah o fará enxergar o quão bom e perfeito ele é. O que ele enxerga como
imperfeição, Sarah passará a ver com o tempo que estes “defeitos” o tornam o
homem perfeito para ela.

O que me ainda mais cativa pelo Hugh, é a atenção que tem com a irmã mais nova de Sarah, Frances. A menina me fez rir horrores com seus comportamentos e atitudes típicas de criança. Umas das melhores partes das interações entre os dois, é quando Hugh se mostra um defensor tremendo da existência
dos unicórnios, tudo por conta da pequena Frances que acreditava que unicórnios realmente existiam.

A combinação de Hugh e Sarah,  os tornam um casal único. Onde os dois enfrentarão os
desafios, mostrando mais uma vez que o amor pode ser capaz de superar tudo. Até
mesmo a maldade daqueles que deveriam ser os principais a torcer por eles, os aproximam ainda mais. Aos
poucos as inseguranças que antes existiam vão indo embora e dando a certeza de que se entregar a
um amor é a melhor solução. 
Julia Quinn, mais uma vez não decepciona a suas
leitoras! Mais um casal guardado em meu coração.

Você também poderá gostar de

4 Comentários

  • Aichha Carolina Pereira

    Oi Isabelle,
    Este terceiro livro com certeza além de falar de amor fala de superação. Gosto muito quando o casal é do tipo "opostos que se atraem" porque na verdade eles sempre se completam né!?
    Beijos

    27 de março de 2017 às 13:52 Responder
  • Ana Luisa Ricardo

    Ahh quero ler. É necessário ler os livros anteriores para ler esse ou dá para ler esse primeiro?

    27 de março de 2017 às 18:41 Responder
    • Ana Luisa Ricardo

      Fui correndo ler esse livro. Terminei agorinha, que lindooooooooooooooo!

      28 de março de 2017 às 21:58 Responder
  • Girlene Viey

    Amo as fotos que você tira dos livros
    Enfim, estou super feliz com sucesso que livro de época esta tendo utilmente, até porque amo. Julia Quinn esta sucesso, acho narrativa dela bastante envolvente. Eu ainda não li a serie, porém li as primeira paginas em site e devo confessar que fiquei bastante feliz com o que vi. Enfim, espero ter oportunidade de ler algum dia, soube que a editora lançou um box incrivel

    29 de março de 2017 às 15:26 Responder
  • Deixe uma resposta