Siga nossas redes:

Resenha – Relinquish

Publicado em 22 de fevereiro de 2017
- Sem classificação

Livro: Relinquish | Autora: M.N. Forgy | Lançamento: 2015 | Editora: M. N. Forgy, LLC | Páginas: 225 | Classificação do Skoob: 2.7 | Onde comprar: Amazon
*E-book do acervo pessoal, disponível no Kindle Unlimited – versão em inglês

         

E
a felicidade que este 2017 está me trazendo, com tantas leituras? Para quem
estava sem conseguir terminar um livro, o progresso que estou tendo nesses
últimos dias está me deixando bem feliz! A leitura do final de semana foi o
livro Relinquish, de  M.N. Forgy.
O
livro é bem curtinho! Acho que em uma tarde/noite é possível terminar a
leitura. Ele conta a história de Charlie e o início de sua vida em lares
adotivos, devido ao fato da mãe ter morrido cedo e ela não ter mais ninguém a
quem recorrer.
Retratando a dura realidade de viver nesses lares adotivos, o livro fala sobre como é se sentir desamparada e, principalmente, solitária, ao saber que não tem mais ninguém por você no mundo. Quando mesmo vivendo em uma casa com pessoas para “cuidar” de você, você está por si só. E o atual lar da mocinha é a prova disso. Onde ela deveria ser cercada de cuidados e proteção, era ela quem ofertava isso a todas as crianças, sendo a responsável por cuidar das outras que estavam debaixo do mesmo teto que ela.
Mas tudo isso muda quando Charlie completa dezoito anos e está disposta a mudar a realidade em que está inserida. Ela reúne todas as suas coisas e decide sair da casa. Então ela percebe que não estava tão sozinha quanto imaginava, junto com ela vai Jayden, uma das meninas que viviam no mesmo lar, apenas um ano mais nova, mas que parecia reunir toda a coragem que faltava. Nela, Charlie vai encontrar um braço forte, alguém com quem contar nos momentos difíceis e saber que nunca estará só
Quando as duas embarcam nesse novo capítulo da vida, não poderiam imaginar o que estava por vir, Charlie principalmente. Em sua sede em desbravar o mundo à sua frente, ela se encontra com duas pessoas que de fato vão fazer com que sua vida dê um giro de 180 graus, Chasen e Landon.
“The power I haver over this man is a poison to my soul.
I have the control. I am what they want. I hold the power between my
legs.”
  Chasen, o típico menino da faculdade. O bonitão, o qual todas pensamos ser um príncipe perfeito. Mas, para Charlie, acaba sendo totalmente o contrário, ele nada mais é que o responsável por uma parte “negra”, na qual Charlie se vê obrigada a se vender para que possa arcar com as despesas de se manter. Não antes dos episódios que ocorreram com Chasen, com quem ela começa a descobrir sua sexualidade. Os prazeres da carne… O que me deixou muitas vezes com raiva de tudo que estava acontecendo com ela, o quanto ela era inocente, deixando-se levar por Chasen, pensando nas boas intenções que ele poderia estar tendo com ela, quando, na verdade, não passava de um jogo de interesse e de se aproveitar de uma pessoa que precisava de alguém que lhe desse a mão.
Landon, por outro lado, parece um gavião, alguém grande, de uma força e poder grandes. Muitas vezes não imaginamos quão dura a verdade pode ser por trás de certas pessoas que chegam na nossa vida. Landon é uma prova dura disso, o que Charlie vai descobrir da maneira mais dura.
“It’s my legacy to sit in this chair and hustle women,
but it’s a promise that has kept me here.”
A impressão que eu tive ao terminar a leitura é de que a autora pode ter deixado a desejar em alguns momentos. Queria que Charlie tivesse se imposto mais, tido mais voz ativa frente a tudo a enfrentar. Eu não sei se foi por conta dos fatos terem ocorrido tão rápido, mas me deixou desgostosa, principalmente pela sinopse, que me passou uma ideia totalmente diferente do livro, o que já contribuiu para que esperasse algo diferente… Porém, é um livro de leitura fácil e rápida! 

Você também poderá gostar de

10 Comentários

  • Lili Aragão

    Oi Isabelle, ainda não tinha ouvido falar do livro ou da autora e achei que a história parece um pouco superficial, são poucas páginas e muita história. Apesar da capa sensual, acho que não há um romance (ou há?), já que Chase parece ser um vilão e Landon uma dura surpresa. Acho que não me interessaria em ler a história agora, até porque não sei ler em inglês kkkk, mas também porque a história não me chamou tanto a atenção. Mas fico feliz que esteja conseguindo ler mais e acho muito bom ler resenhas de livros diferentes e desconhecidos (ao menos por mim) 😉

    22 de fevereiro de 2017 às 12:46 Responder
  • Lara Caroline

    Oi Isabelle, tudo bem?
    Gostei da história do livro até a parte que a protagonista conheceu os rapazes. Achei que a história seguiria um rumo totalmente diferente e mostraria a nova vida da garota para enfrentar os desafios, mas me enganei.
    Beijos

    22 de fevereiro de 2017 às 13:48 Responder
  • Luíza Fried

    Oi Isabelle, se eu tivesse um e-book ia correndo ler esse livro. Minha mãe é adotada mas desde bebê, nunca esteve em um lar, mas seria super interessante saber um pouco mais de como as pessoas se sentem nesse lugar. Gostei da história, parece ser leve mesmo e interessante, preciso de um livro fácil em Inglês pra ir treinando!

    22 de fevereiro de 2017 às 21:08 Responder
  • Naime Martins

    Caramba! Adorei a resenha desse livro. Parece ser muito bom, temas assim sempre me atrai pra leitura. Ainda mais quando a leitura flui e vai super rápido!
    Estou precisando comprar um kindle urgente e começar a ler em e-book pra facilitar minha vida e conseguir ler tudo o que estou querendo.

    23 de fevereiro de 2017 às 17:28 Responder
  • Thaynara ribeiro

    Eu curti bastante a capa e tudo, mas algo nesse romance não me prendeu…
    Faltou um elemento que me chamasse a atenção

    24 de fevereiro de 2017 às 22:44 Responder
  • Marta Izabel

    Oi, Isabelle!!
    Não conhecia esse livro até achei bem interessante mais não gostei tanto assim não. Então infelizmente no momento não o leria.
    Beijoss

    25 de fevereiro de 2017 às 23:59 Responder
  • Cristiane Dornelas

    A história é uma boa dica, bem rápida e de leitura fácil. Tem uns temas interessastes. Um começo de vida difícil…deve ter muitos sentimentos nessa parte ou ao menos fazer pensar em como é duro essa vida. Mas é interessante ver a garota tentando mudar sua situação, tentar novas experiências, se conhecer e achar seu lugar no mundo…e quebrar a cara né. Porque me passou a impressão de que ela aprende umas lições bem importantes sobre as pessoas e o que há por trás delas quando conhece esses rapazes…
    Não sei como fica a parte de explorar mais das situações, porque para um livro pequeno pode acabar deixando umas coisas a desejar mesmo. Mas aí só lendo pra entender isso…

    28 de fevereiro de 2017 às 00:27 Responder
  • Adriana Holanda Tavares

    Oi Isabelle, será que não foi um pouco demais de história e poucas páginas? acho que quando temos uma trama tão cheia de coisas pra se desenrolar e um ou mais personagens densos a história deve ser bem longa ou pelo menos mais desenvolvida, ou então ter continuações porque se tem uma coisa que me incomoda é leitura onde tudo acontece rápido demais!

    28 de fevereiro de 2017 às 01:59 Responder
  • Kris Soares

    Gostei do tema, mas gosto mais quando a protagonista é forte ou pelo menos evolui no decorrer da história, o que não parece ter acontecido com Charlie.

    28 de fevereiro de 2017 às 20:30 Responder
  • suzana cariri

    Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, mas achei a historia interessante, ela acaba dando uma reviravolta, nesse caminho da Charlie, mas também vi algumas coisas que iriam me irritar ao longo da historia, pois espera ver uma mocinha mais forte e firme diante dos outros e que acaba crescendo ao longo da historia !!

    1 de março de 2017 às 16:42 Responder
  • Deixe uma resposta