Siga nossas redes:

Resenha – Quando A Bela Domou A Fera

Publicado em 7 de abril de 2017
- Sem classificação
Livro: Quando a bela domou a fera
Autora: Eloisa
James | Lançamento: 2017 | Editora: Arqueiro | Páginas: 320| Classificação do
Skoob:
 4,4 |
Onde
comprar:
 Amazon 
 *Livro do acervo pessoal
Fico tão feliz de
ultimamente está sendo surpreendida pelos romances de época lançados neste ano.
Até então, 2017 está sendo um ano de
novidades maravilhosas desse gênero, e estou curtindo demais tudo isso!

Eloisa James, é uma autora
bem conhecida internacionalmente e achei fantástico a Editora Arqueiro publicar algo escrito por ela em nosso país, muito merecido. Principalmente quando o determinado
livro é tão bom! Quem diria que a mistura
de A Bela e a Fera e House daria tão certo?  Mas até que faz sentindo, né? O Dr. House
é  meio que uma fera mesmo rsrs.
Para mim, essa jogada da
autora se espelhar no Dr.House para
bolar a personalidade do Piers, protagonista do livro, foi fantástica. Sou
muito fã da série (House), mas mesmo se não houvesse assistido, iria me apaixonar
da mesma forma pelo Piers. Seu jeito turrão, sarcástico e irônico até dizer
chega, são características que sempre me atraem em personagens masculinos. Então,
quando a Eloisa James somou essas características a uma inteligência fora de sério,
me apaixonei de vez. Assim como personagens sarcásticos me deixam excitada,
personagens que possuem um cérebro desenvolvido também deixam, talvez mais
ainda, rsrs.
Quando
a bela domou a fera
foi divulgado pela primeira vez, corri
logo para ler a sinopse, já que o título faz referência a um dos meus contos de
fadas favoritos.  Depois de ter lido a
sinopse, fiquei extremamente ansiosa pelo que vinha por aí, sabia que seria uma
recontagem bem legal do clássico, mas a leitura foi muito além de legal ou bem
mais que uma simples recontagem da Bela e
a Fera. 
A história me surpreendeu
do começo ao fim, e os personagens me prenderam tanto quanto a narração em si.
Piers Yelverton é um
conde recluso, e está muito bem obrigado, vivendo em seu palácio em Gales, onde
pode pintar e bordar sem ser submetido aos olhares da sociedade londrina. Morar
em Gales lhe dá a privacidade que precisa para ser quem ele é, além de lhe
permitir exercer a melhor medicina que é capaz, o que não é pouco. Em seu
castelo ele hospeda e trata pacientes de todo mundo, alguns estão bem doentes e
outros viajam dias apenas para escutar que vão morrer e que nada pode ser
feito, eles escutam exatamente isso do Piers. Nada de papas na língua para o
doutor, essa sua peculiaridade de ser extremamente sincero com seus pacientes
rende cenas divertidíssimas.
Fora trabalhar feito um
condenado, sentir dores na perna defeituosa durante todo o dia, Piers também é
professor de um bando de patinhos, quer dizer, de um bando de estudantes.
Patinhos é só um apelido carinhoso para o grupo de alunos, rsrs.
Como dá para perceber,
Piers tem uma rotina que o deixa confortável demais, até que Linnet chega afirmando
ser sua noiva, e mandando toda sua rotina pelos ares com sua língua afiada e
sua beleza desconcertante.

“(…). Nenhum homem
gosta quando quase perde a cabeça por causa de uma mulher. ”

Linnet não é uma mulher
qualquer, é uma versão feminina do Piers digamos assim, inteligente demais, e não
se preocupa nem um pouco em medir as palavras, além de ser lindíssima,
considerada a beldade dos salões de baile em Londres.

“— Ah, mas eu acho que
somos perfeitos um para o outro — disse ela, só para cutucá-lo.— Um médico totalmente
maluco — esse sou eu — e uma beldade terrivelmente conivente — essa é você —
mancando juntos rumo a vida de felicidade? Duvido muito. Você tem lido contos
de fadas demais. ”

Até o dia que o vestido
errado, põe toda a sua reputação por água abaixo. O tal vestido que foi usado
em um baile frequentado apenas pela nobreza de Londres, a deixou com um aspecto
arredondado, digamos assim, motivo para as pessoas assumirem que nossa
protagonista está grávida de um príncipe que ela mal beijou.
Linnet então se vê de
mãos atadas e sem visões de um futuro brilhante. Bem, pelo menos até ela
encontrar sua chance de uma vida melhor, ou seja, talvez ela não precise se
mudar para outro continente,pois  todas as suas esperanças se voltam para Piers. O conde
que todos afirmam ser um monstro, uma pessoa grosseira e sem coração. Mas para
nossa beldade essas “qualidades” não passam de pedregulhos em seu caminho, ela
sabe muito bem como domar a fera.
Quando o romance entre
eles finalmente acontece é de tirar o fôlego, é como se eles estivessem apenas
separados por conveniência das estradas tortas da vida, mas que nunca deveriam
ser separados novamente. São almas gêmeas e merecem ficar juntos e serem felizes
para sempre.

“Ele diminuiu o fogo da
lamparina, olhou para Linnet de novo e, finalmente, a apagou. A luz do luar era
suficiente… A luz do luar e a pulsação no pulso dela… E, se os soluços
escaparam, se o lençol ficou molhado e salgado, não havia ninguém, além da lua,
para ver.”

“Seus olhos se
encontraram de um jeito que tinha tudo a ver com amor, do tipo forte o bastante
para fazer alguém voltar da cova, do tipo que nunca desvanece e nunca falha. ”

É ou não é um enredo que
atiça a gente? Eloisa James fez um trabalho incrível e surpreendente nessa nova
versão de A Bela e a Fera, se preparem
para muitas risadas e quem sabe algumas lágrimas. E o melhor de tudo é que seu
trabalho não para por aí, fora a Bela e Fera ainda veremos versões bem inusitadas
de Cinderela, O Patinho Feio, A Princesa e
a Ervilha
e Rapunzel. Vamos
torcer para que a Arqueiro lance algum desses ainda este ano! Como são livros
com histórias independentes a ordem de leitura não importa, então podemos ler
tranquilas. 
Recomendo sim ou claro?
Claro!

Você também poderá gostar de

12 Comentários

  • Lili Aragão

    Oi Gabi, tô aqui torcendo pra série fazer muito sucesso e a editora trazer todos os livros pra serem publicados por aqui e mais rsrs, e olha que nem li ainda, mas todas as resenhas que tenho visto desse livro são positivas, então estou super animada e espero não me decepcionar lendo. Também curti muito House e achei essa ideia da autora muito boa e tô super curiosa pra saber como isso se aplica na história e Linnet já me aprece uma protagonista super forte e perfeita pra domar a Fera. Amei a resenha e já quero ler o livro 🙂

    7 de abril de 2017 às 12:11 Responder
  • Caroline Garcia

    Estou bastante animada por estarem lançando tantos livros de romances de época.
    Posso dizer, que esse é o meu gênero literário favorito, sério!
    E o que falar sobre Quando a Bela domou a Fera? Se eu estou super curiosa pra ler? Sim, claro ou com certeza?
    Parece ser uma história super delicinha, envolvente e apaixonante né? Fora que me parece ser muito bem escrita.
    E House estar no meio disso tudo? Pensa numa criatura que está louca pra ler e poder conferir tudo isso haha
    Espero que essa seja uma das minha leituras muito em breve.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    7 de abril de 2017 às 18:42 Responder
  • Ludyanne Carvalho

    Com certeza é um enredo que nos atiça; além do mais os personagens parecem bem interessantes e envolventes. Eu amo romance de época, entrar naquele mundo tão diferente da nossa realidade… E esta leitura parece ser leve, e divertida. Já quero ler!
    Agora, confesso que fiquei bastante curiosa para a versão de Rapunzel <3
    Se eu não estiver enganada, nunca vi nem um livro inspirado nesse conto.

    7 de abril de 2017 às 19:04 Responder
  • Alessandra Fernandes

    Gabi, um romance de época assumidamente declarado como uma releitura de A Bela e a Fera já é o suficiente para despertar minha atenção. Lendo a resenha, estou certa de que a leitura é intrigante do começo ao fim e que a autora resultou em uma leitura deliciosamente divertida, envolvente e apaixonante, como os melhores romances de época devem ser.
    Adoraria fazer a leitura 😉
    Bjos!

    7 de abril de 2017 às 21:57 Responder
  • Cristiane Dornelas

    A Bela e a Fera é meu conto favorito. Só não sei muito é de House e como ficaria essa mistura. Mas parece ter funcionado bem na história. Gosto muito de romances de época também, então esse está parecendo especial.
    Adoro personagens irônicos e sarcásticos, eles são mais verdadeiros e amo as coisas que eles tem coragem de falar. A inteligência nas conversas…ah, é demais. Acho que iria gostar desses dois por isso. Eles parecem não medir muito o que dizem.
    E parece que o romance deles é bem gostoso de acompanhar também. De tirar o fôlego? Ahh, mas amo quando é assim!
    Estou bem animada com esse livro e espero conseguir ler logo, porque esse vale a pena heim *-*

    7 de abril de 2017 às 23:07 Responder
  • Leonora Oliveira

    Gabi, eu fiquei surpresa ao saber que Piers tem um pouco de Dr.House, e acho que vou terminar esse romance encantada com a história.
    Livros que tem como base a história da Bela e a Fera são sempre muito bons e encantadores, e como eu sou fã de romances de época, já estou ansiosa para iniciar a leitura.
    Amei a dica de hoje!
    Beijos!!

    7 de abril de 2017 às 23:41 Responder
  • Marlene Conceição

    OI Gabi.
    Eu ainda estou impressionada com a comparação de Piers com Dr.House, eu adoro essa série, faz tempo que não assisto mas pretendo retomar muito em breve.
    Eu adoro releituras de contos da disney, e A bela e a fera é o meu preferido, achei a personalidade bem peculiar e não poderia deixar de conferir.
    Bjsd.

    10 de abril de 2017 às 17:30 Responder
  • Aichha Carolina Pereira

    Oi Gabi
    Gostei bastante porque ali realmente é uma "fera" que não caiu de amores pela Bela. Uma versão inusitada e com pegadas sarcásticas. Gostei da premissa e espero ler em breve.
    Fiquei muito curiosa para saber as próximas versões dos contos de fadas a serem lançadas
    Beijos

    11 de abril de 2017 às 13:32 Responder
  • Priscila Tavares

    Oi Gabi!
    Você tem noção do quanto estou cobiçando esse livro. Quando eu vi que ele junto três coisas pelas quais sou apaixonada – romance de época, Bela e a Fera e Dr. House – soube imediatamente que precisava ter o livro em mãos. Espero gostar tanto quanto você.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    16 de abril de 2017 às 23:50 Responder
  • Leituras da Ketellyn

    Não sabia que a personalidade de Piers era inspirada no Dr.House, adoro essa serie, e se antes queria ler agora sabendo sobre isso quero ainda mais. Adoro essa capa. Não sabia sobre os outros livros e estarei na torcida para a editora lançarem eles.

    29 de abril de 2017 às 23:51 Responder
  • Kris Soares

    Amo romances de época e releituras de contos de fadas, mas o que me fez correr para ler esse livro foi saber que "a Fera" é inspirado no Dr House. E não me arrependi, compartilho dos seus sentimentos pelo livro e seus personagens. É simplesmente apaixonante.

    1 de maio de 2017 às 01:19 Responder
  • suzana cariri

    Oi!
    Estou bem curiosa sobre esse livro, ainda não assistir a serie Dr House, mas logo pela resenha o Piers me conquistou, quando vi esse livro e li a sinopse dele gostei bastante da historia, mas pensei que o Piers fizesse mais a linha de recluso solitário, por isso lendo a resenha me animei ainda mais para ler esse livro, pois adorei toda essa agitação em torno do personagem e estou curiosa para ver como esse romance vai se desenvolver !!

    1 de maio de 2017 às 17:44 Responder
  • Deixe uma resposta para Cristiane Dornelas Cancelar resposta