Siga nossas redes:

Resenha – A Melodia Feroz

Publicado em 16 de junho de 2017
- Fantasia, Resenhas, Seguinte

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem não está em busca de livro único, para quem curte fantasia com seres sobrenaturais, para quem gosta de narrativas com protagonistas jovens e para quem aprecia uma história repleta de música. Ideal para aqueles momentos em que a gente quer uma história que aborde questões e conflitos humanos, mas através de uma escrita fluida e tranquila.

 

 

Como estão hoje, pessoal? A dica de leitura dessa sexta feira será recheada de monstros, músicas, heróis e heroínas tentando salvar o mundo até o final do dia. Deu pra perceber que vocês passarão um final de semana bem agitado, certo?

Esperei tão ansiosamente por A Melodia Feroz, que quando pus as mãos no livro bateu aquela insegurança de no final não ter minhas expectativas alcançadas. Como é bom a gente se enganar e ao mesmo tempo estar certo… O livro atingiu totalmente minhas expectativas, toda a história criada por Victoria Schwab é bem amarrada, me convencendo de fato que esse mundo monstruoso não está tão longe de ser diferente do nosso. Um mundo onde violência gera violência e monstros não soa sem lógica para meus ouvidos, na verdade tudo faz muito sentido.

Nossos protagonistas, Kate e August, poderiam ser personagens de um romance como Romeu e Julieta: famílias inimigas, amor proibido e por aí vai, mas a autora tem planos melhores para eles. Sim, eles são de famílias inimigas aonde cada uma é dona de uma parte da cidade, Sul pertencendo a família de August e Norte a família de Kate. Porém, diferente de Romeu e Julieta, nossos protagonistas não se apaixonam um pelo outro logo de cara não, na verdade o romance apenas trisca na trama, mas abre um leque para várias possibilidades no próximo livro.

Depois de receber a missão de ficar de olho em Kate na escola onde ela estuda, August não esperava se tornar amigo da garota. A amizade deles surge aos poucos e vai se tornando mais forte com o passar dos acontecimentos do livro.

 

 

August não poderia ser mais diferente de Kate, ele é uma pessoa que só quer paz, que preza pelo que é certo, com um forte senso de justiça e compaixão, mesmo sendo um monstro. Enquanto Kate, filha do cruel Collum Harker que governa o lado Norte da cidade com sangue nas mãos, tem planos de ser tudo o que o pai é. Uma garota inconsequente, cruel e que tenta a todo custo não ter sentimentos por nada e nem ninguém… mesmo sendo humana.

Apesar de serem tão diferentes, Kate e August encontram um no outro um ombro amigo, sem pretensão de agirem diferente do que realmente são e acabam criando uma forte ligação. Depois de um ataque na escola em que estudam, Kate e August são obrigados a fugir juntos, e em meio a essa fuga acabam descobrindo segredos bem cabeludos e percebendo que nem tudo é o que parece.

Começamos a desconfiar de várias pessoas no decorrer da trama, a linha entre quem é inocente e culpado vai aos poucos desaparecendo e para achar um caminho de impedir uma rebelião de monstros Kate e August acabam passando por poucas e boas.

 

 

O que posso falar de A Melodia Feroz no geral, é que Victoria Schwab construiu algo tão criativo e ao mesmo tempo tão real que fez meus olhos brilharem de amor pela história e pelos personagens. A trama é bem explicada apesar de ser uma leitura acelerada, por ser narrado tanto pelo ponto de vista da Kate quanto do August, era difícil não querer continuar a leitura após cada capítulo.

O livro faz parte de uma duologia e estou mais que confiante que com o final desta primeira parte, Our Dark Song virá com tudo para acabar com meu coração de vez. A edição está linda demais, a capa, as cores, os versos que dividem os capítulos do livro… A Editora Seguinte caprichou e fez um bocado de leitores felizes, inclusive eu. Por tudo isso, A Melodia Feroz é uma dica perfeita para os fãs de fantasia urbana e para quem está afim de um final de semana cheio de surpresas.

 


Livro: A Melodia Feroz
Autora: Victoria Schwab
Lançamento: 2017
Editora: Seguinte
Páginas: 384
Sinopse: Kate Harker e August Flynn vivem em lados opostos de uma cidade dividida entre Norte e Sul, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Eles são filhos dos líderes desses territórios inimigos e seus objetivos não poderiam ser mais diferentes. Kate sonha em ser tão cruel e impiedosa quanto o pai, que deixa os monstros livres e vende proteção aos humanos. August também quer ser como seu pai: um homem bondoso que defende os inocentes missão de ficar de olho nela, disfarçado de um garoto comum. Não vai ser fácil para ele esconder sua verdadeira identidade, ainda mais quando uma revolução entre os monstros está prestes a eclodir, obrigando os dois a se unir para conseguir. O problema é que ele é um dos monstros, capaz de roubar a alma das vítimas com apenas uma nota musical. Quando Kate volta à cidade depois de um longo período, August recebe a sobreviver.

Você também poderá gostar de

10 Comentários

  • rafaela

    Eu não conhecia esse livro, mas já fiquei interessada nele. Achei bem diferente a construção dos monstros neste livro. Pelo jeito a autora realmente criou uma história incrível. E gostei de saber que a trama é bem explicada e a leitura é acelerada. E gostei muito dessa capa. O livro já entrou pra minha listinha 😀

    Beijos!

    18 de junho de 2017 às 13:21 Responder
  • Marília Leocádio

    Mesmo não conhecendo a escrita da autora eu tenho esse livro mas ainda não li, já li ótimas referencias e não vejo a hora de embarcar nessa fantasia, e a autora caprichou em absolutamente tudo na construção de personagens entre outros.
    Abraços!!!

    19 de junho de 2017 às 16:14 Responder
  • Caroline Garcia

    Essa pegada de fantasia, monstros e os personagens tanto bons como maus, me chamaram bastante a atenção.
    Esse diferencial que vejo que é mostrado parece conseguir envolver bem o leitor.
    A premissa da obra é interessante demais!
    Espero que role um romancezinho no meio desse caos para completar rs!
    Achei a capa super caprichada. Espero conferir a obra em breve <3
    Beijos
    Caroline Garcia

    21 de junho de 2017 às 21:41 Responder
  • laura

    UAU! Nossa meu deus parece ser bem legal so com a capa ja imaginei,gosto de coisas com monstros fica mais interessante ainda rsrsrs
    adicionei ja rsrsrs
    beijos

    25 de junho de 2017 às 20:02 Responder
  • pamela mendes

    Estou doida pra ler esse livro desde que vi nos lançamentos. A premissa é super diferente e interessante. A história parece ser muito bem construída, e com personagens que provavelmente vão me conquistar. Eu gosto bastante de livros de fantasia, e com certeza vou gostar desse.
    Bjss ^^

    25 de junho de 2017 às 23:51 Responder
  • Aichha Carolina Pereira

    Oi Gabi!
    Adoro livros que misturam fantasia e romance. E também acho que não esta nada longe da realidade o mal gerando o mal. Gosto também quando alternam as narrativas de forma inteligente e que mesmo quando a leitura é dinâmica nos deixa com gostinho de quero mais.
    beijos

    28 de junho de 2017 às 13:35 Responder
  • Marta Izabel

    Oi, Gabi!!!
    Gostei bastante da resenha e achei a premissa bem interessante!! Gosto da ideia da autora que a violência praticada cria monstros cruéis. Por fim, fiquei muito intrigada e espero que o segundo livro sai logo!!
    Bjoss

    29 de junho de 2017 às 02:14 Responder
  • Karoliny Morais

    Oi Gabi:)
    Então sou louca por este livro desde que foi lançado la fora e fiquei muito feliz quando ele veio para o brasil, adoro a premissa dele e ainda mais que envolve música.
    não vejo a agora de ler este livro e da minha opinão sobre ele .
    bjuus

    30 de junho de 2017 às 14:56 Responder
  • Milena Moreira

    Hey,

    Primeiramente que capa linda, não conhecia o livro mas depois dessa resenha fiquei completamente apaixonada, quero muito ler.

    30 de junho de 2017 às 22:35 Responder
  • Carolina Oliveira

    Nao conhecia o livro, mas parece ser bem fofinho. Fiquei balancada em coloca-lo na minha estante.

    1 de julho de 2017 às 02:28 Responder
  • Deixe uma resposta