Siga nossas redes:

Resenha – Escândalo de Cetim

Publicado em 4 de setembro de 2017
- Arqueiro, E-book, Resenhas, Romance de Época

LIVRO INDICADO ESPECIALMENTE PARA Fãs de romance de época, leitores que gostam de narrativas engraçadas e curtem referências ao mundo da moda. Importante que já tenha lido o primeiro livro da série As Modistas.

 

 

Escândalo de Cetim é a continuação de Sedução da Seda, que resenhamos e você pode conferir o texto aqui. Embora a história fale sobre um casal diferente, é importante que os livros sejam lidos na sequência, pois muitos acontecimentos ou características dos personagens podem não ter a mesma força ou graça se não forem acompanhados desde o início. Além disso, em Escândalo de Cetim – e consequentemente nesta resenha – há diversos spoilers para quem não acompanha as modistas desde o livro um.

Sophia Noirot é a modista loira, a irmã do meio, a chapeleira criativa e inovadora e a mulher de muitas faces. Sua tarefa de escrever para o jornal Morning Spectacle – a leitura obrigatória para toda a aristocracia londrina enquanto fazem o desjejum – faz com que ela coloque em prática todos os seus conhecimentos sobre a arte de atuar de maneira brilhante. Para escrever sobre as fofocas da alta sociedade, além de descrever os vestidos belíssimos criados com exclusividade pelas modistas, Sophia precisa transitar de maneira imperceptível pelas festas, reuniões, bailes, ou seja, ela precisa estar em qualquer evento importante que aconteça em Londres. Sempre disfarçada, claro.

 

 

Em um desses eventos ela presencia a quase ruína de Lady Clara, uma amiga e cliente importante para a Maison Noirot. Sabendo que precisará tomar frente e resolver essa situação – já que Lady clara casar com um Lord falido significa não ser mais capaz de gastar muitas libras em vestidos – Sophia começa a pensar em maneiras de lidar com essa situação… Até que ela se agrava, e o tempo começa a ficar curto demais para ter esperanças. Sophia vai precisar de ajuda se quiser ajudar Lady Clara. E quem melhor para embarcar nessa corrida contra o tempo do que Lord Longmore? Ele é o irmão mais velho de Clara e tem muito interesse em limpar o nome da jovem. Claro que ele já conhecia Sophia, e embora tente não pensar sobre isso é incapaz de tirar a loira da cabeça. Sophia também já se pegou pensando nesse lorde de tamanho avantajado e inteligência questionável, mas quando eles se juntam é só para ajudar Lady Clara. Nada mais.

Ele sentiu tanto quanto ouviu. Pareceu uma ferroada em seu interior, um sentimento agudo tocava em um lugar havia muito escondido.

Com um problema para resolver, que acaba se transformando em dois, Sophia e Longmore embarcam em uma jornada que envolve as situações mais malucas e as pessoas mais curiosas: um menino de rua esfomeado e órfão que se torna um importante aliado, uma rica viúva francesa que surge em um momento muito delicado, uma viagem de cabriolé por entre cidades pequenas, passando por castelos incríveis e portos perigosos; tudo isso em meio a chuvas torrenciais, bailes e peças de teatro.

É justamente nessa atmosfera repleta de tensão, pressa e aventura que Sophia passa a reparar de maneira mais minuciosa em Longmore: sua força, destreza, o cuidado que tem com aqueles que ama, a impulsividade que se torna uma característica importante nos momentos mais necessários… O olhar intenso, a forma que consegue beijar ora ferozmente e ora com uma suavidade nunca antes vista… Ou sentida. Sophia percebe tudo isso, e cada vez mais se rende à atração que sente por ele. Longmore, por sua vez, também dar-se conta que algo está acontecendo em seu peito. Aquela necessidade de estar perto de Sophia, sentir seu cheiro, o calor do corpo por baixo de todo aquele tecido… Apreciar os cachos loiros que se soltam da toca, ao mesmo tempo em que ela caminha de maneira determinada a fim de resolver o que quer que seja. Tudo isso é demais para ele. Todos esses sentimentos e sensações são confusos para alguém que só quer aproveitar a vida sem tanto compromisso. Mas ele não quer deixar de sentir nada disso, pelo contrário. Ele quer cada vez mais.

Ele a colocou no chão, mas sem pressa. Fez um gesto estudando, com cuidados excessivos, aliviando a pressão um pouco de cada vez, fazendo-a deslizar lentamente por seu corpo, atravessando uma grande extensão de lã, linho e seda, tudo impregnado de um vertiginoso cheiro masculino, antes de os pés dela tocarem o chão.

Com uma narrativa acelerada e que foca muito mais na aventura do que no romance, Escândalo de Cetim é uma ótima sequência para a história das modistas. Talvez decepcione um pouco os fãs que preferem um romance de época mais dramático e meloso, ao invés de uma história com mais diálogos irônicos e situações engraçadas. Também pode causar estranheza em quem está acostumado a ter os protagonistas do livro como os principais personagens, isso não acontece aqui. O drama de Lady Clara está muito presente e extremamente ligado à história do casal. Mas essa participação tão intensa de personagens secundários pode também ser vista como uma possibilidade de conhecê-los melhor e esperar com mais ansiedade pelas participações que farão nas obras seguintes. E no caso de Lady Clara, torcer para que ela tenha seu próprio livro.

 


Livro: Escândalo de Cetim (As Modistas 2)
Autora: Loretta Chase
Lançamento: 2016
Editora: Arqueiro
Páginas: 272

Irmã do meio entre as três proprietárias de um refinado ateliê de Londres, Sophia Noirot tem um talento inato para desenhar chapéus luxuosos e um dom notável para planos infalíveis. A loura de olhos azuis e jeito inocente é na verdade uma raposa, capaz de vender areia a beduínos. Assim, quando a ingênua lady Clara Fairfax, a cliente mais importante da Maison Noirot, é seduzida por um lorde mal-intencionado diante de toda a alta sociedade londrina, Sophia é a pessoa mais indicada para reverter a situação.

Nessa tarefa, ela terá o auxílio do irmão cabeça-dura de lady Clara, o conde de Longmore. Alto, musculoso e sem um pingo de sutileza, Longmore não poderia ser mais diferente de Sophia. Se a jovem modista ilude as damas para conseguir vesti-las, ele as seduz com o intuito de despi-las. Unidos para salvar lady Clara da desonra, esses charmosos trapaceiros podem dar início a uma escandalosa história de amor… se sobreviverem um ao outro.

Em Escândalo de Cetim, segundo livro da série As Modistas, Loretta Chase nos presenteia com um dos casais mais deliciosos já descritos. Além de terem uma inegável química, Sophia e Longmore são divertidos como o rodopiar de uma valsa e sensuais como um corpete bem desenhado.

Você também poderá gostar de

10 Comentários

  • Ludyanne Carvalho

    Amei!
    Livros de época acabam ficando em segundo plano na minha lista, mas com certeza irei passar essa série na frente. (Ou esperar ter a série completa)
    Gosto muito de séries sobre irmãs/irmãos, a moda dá uma pitada a mais e o fato de ser uma leitura leve e divertida só aguça mais minha vontade.
    Imagino que Sophia e Longmere sejam um casal e tanto… Achei muito interessante que o casal principal seja “Charmosos Trapaceiros”, bem raro ler algo assim. E nessa aventura pra salvar Lady Clara eles vão propiciar cenas maravilhosas para nós leitoras, (seja romântica, caliente ou até mesmo cômica) não é mesmo.
    Super amei a indicação.
    Beijos

    4 de setembro de 2017 às 09:48 Responder
    • Krisna Carvalho

      Ludy, tudo bem? Eu entendo esse sentimento de querer esperar ter tudo publicado. Eu também o sinto, mesmo que nessa série cada livro fale sobre um casal diferente, é inevitável que as histórias se cruzem. A boa notícia é que o último livro já está disponível para venda 😉

      Beijo

      9 de setembro de 2017 às 20:12 Responder
  • Vanessa Grandin

    Eu gosto de romances históricos, mas preciso lê-los nos momentos certos, senão a leitura fica sem graça pra mim. Adoro séries que contam histórias de vários irmãos , ainda mais quando tem uma pitada de bom humor.
    Mais uma série pra minha lista infinita de livros pra ler !

    4 de setembro de 2017 às 11:53 Responder
    • Krisna Carvalho

      Vanessa, tudo bem?

      Sabe que às vezes eu me sinto assim também? Gosto muito desse gênero, mas acabo lendo sempre entre histórias mais densas ou quando quero me curar de alguma ressaca literária. É certeiro pra mim!

      Beijo

      9 de setembro de 2017 às 20:14 Responder
  • Lili Aragão

    Oi Krisna, esse é um romance indicado pra mim que amo romance de época 😀 e assim curti demais essa história. Mas como você concluiu a história foca na aventura e é divertido acompanhá-los mas o romance mesmo foi pouco explorado, eu senti falta de química entre os protagonistas, mas isso não torna o livro ruim, muito pelo contrário, eu valorizo histórias que me arrancam risadas 🙂 A resenha tá ótima e a série vale a pena 😀

    5 de setembro de 2017 às 09:07 Responder
    • Krisna Carvalho

      Lili, tô doida pelo livro da Clara! Você viu que capa mais maravilhosa? Quero saber do que essa jovem é capaz rs

      Bj

      9 de setembro de 2017 às 20:15 Responder
  • Isabelle Ribeiro

    Mara, primeiramente, que alegria de ver essa série que eu amo tanto aqui!! A Sophia é um amor de pessoa e extremamente inteligente, aliás todas as irmãs são MUITO espertas! Gosto que nessa série, todas as mocinhas não seguem o padrão imposto pela sociedade. Elas fogem do normal… O que é gostoso de ler, porque passa a ver como elas lidavam com situações adversas mesmo com as exigências da sociedade daquela época!
    Amei a resenha!
    Beijo!

    10 de setembro de 2017 às 15:10 Responder
  • Pamela Mendes

    Eu amo romances de época, e gosto bastante dos livros da autora, então já imagino que vou gostar muito desse livro. Eu ainda não li o primeiro livro dessa série, mas a série toda já está na minha listinha. Esse livro tem uma história super interessante, e acho que eu vou amar a Sophia, ela parece ser uma protagonista extremamente forte! Achei muito legal esse livro focar mais na aventura, a maioria dos romances de época que eu li, o foco era o romance mesmo…
    Bjss ^^

    13 de setembro de 2017 às 21:36 Responder
  • Hérica Lima

    Já faz um bom tempo que quero ler essa série. Adoro moda e romance de época, então sei que esses livros são feitos para mim.
    Deve está muito bom. Sua resenha está maravilhosa e já sei que irei me apaixonar pelos protagonistas.
    Beijos.

    16 de setembro de 2017 às 12:20 Responder
  • Franciele Débora

    Sem duvidas a capa me chamou muita a minha atenção, ela é simplesmente linda! Li a resenha, fiquei bem empolgada pra ler e saber mais sobre esta historia. E olha que eu não sou de ler romance de época, mas sinto que esse livro será um bom começo, né?
    E sempre quis começar a ler os livros desta autora, todos dizem que a escrita dela é muito boa e empolgante.
    Adorei a resenha, beijos.

    17 de setembro de 2017 às 20:38 Responder
  • Deixe uma resposta