Siga nossas redes:

Resenha – De volta ao prazer

Publicado em 5 de junho de 2017
- E-book, Independente, Kindle Unlimited, Resenhas, Romance Erótico

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem curte a escrita da autora Nana Pauvolih ou gostaria de conhecer seu trabalho, para quem gosta de romance erótico e com protagonista madura (longe das mocinhas virginais tão comuns no gênero). Para ler naqueles momentos em que buscamos uma história longa, bem apimentada e que foge dos padrões.

 

Olá pessoal! Como foi o final de semana de vocês? A resenha de hoje é de um livro que não consegui desgrudar até terminar. Posso dizer que Nana é dona de uma escrita única, sabe cativar as suas leitoras e fazer com que você se identifique com os personagens em algum momento, estabelecendo um laço entre você e história.

De volta ao Prazer de Nana Pauvolih, foi uma das melhores leituras desse ano até o momento, isso eu posso afirmar com toda certeza! Uma excelente indicação da minha amiga Kris, aliás, obrigada amiga! A obra traz uma série de momentos vivenciados por uma protagonista diferente do que estamos acostumados. Recheado de risadas, descobertas e alguns momentos de tristeza.

Maria Luísa é uma mulher recém-divorciada de 40 anos, escritora de romances eróticos e mãe de dois filhos. Após o seu divórcio passa por uma fase de auto conhecimento, e nessa etapa haverá alguns personagens chaves, a exemplo da Sol, a senhora que trabalha na casa de Malu, o que eu posso dizer dela é que se trata de uma pessoa bem peculiar, extremamente religiosa, que acredita que tudo que Malu escreve são coisas “indecentes”, onde a falta de conhecimento de Sol nesse mundo erótico faz com que muitas vezes ela se espante com tudo. A Sol é uma pessoa única, sempre pronta a dar amor, defender aqueles que são seus! Sem falar nos episódios que são estrelados por essa pessoa, que me fizeram chorar de tanto rir. Além de me fazer uma nova função para o óculos de sol!O interessante que Nana ao tratar de uma personagem com Sol, mostrou algo que muitas vezes encontramos no nosso dia a dia, o preconceito que as pessoas ainda tem ao tratar dos seus desejos, vontade de estar com outra pessoa, de saciar tudo isso, e que muitos hoje em dia ainda encaram como errado, algo extremamente proibido, quando isso é algo normal. A própria Sol, do seu jeitinho especial, vai compreender isso tudo!

Ainda bem que Sol deixou suas necessidades falarem mais alto e aproveitou. Só não podia se martirizar depois. A vida estava ali para ser vivida e não contida, condenada.

 
Temos ainda o Fred, um homem que vai entrar na vida de Malu por acaso, apresentado por sua editora. Ele é um autor novo, que está trabalhando na sua auto biografia. O que eu não imaginava era a profissão do dito cujo, o que me rendeu uma bela surpresa, ele é um ator pornô! Mas o que Malu não imagina no primeiro encontro é que esse homem será uma peça “chave” nessa sua nova fase.

Fred, é uma figura peculiar, única e de um temperamento único, com cicatrizes que não imaginamos no início, mas o modo que ele passará a lidar com essas lembranças do passado é que será o diferencial e com Malu em sua vida, ele descobre o quanto é precioso se ter uma amizade e o amor que existe entre amigos, a alegria de saber que tem uma pessoa com quem se pode sempre contar que está sempre pronta a dividir todos os momentos com você. Malu passa a ser encorajada por ele a realizar novas descobertas, conhecendo pessoas que serão essenciais para ela descobrir o que ela realmente deseja na sua vida. Nessas aventuras ela irá descobrir também a mulher poderosa que existe dentro si, como é ter uma pessoa em suas mãos, sendo ela, a única capaz de dar o que ela realmente deseja. Romeo, um lutador de UFC e Lucas, um artista plástico, homens tão diferentes, mas que não poderia deixar de falar, eles vão ser capazes de conduzir a Malu até o que ela tanto procura, encontrar-se para depois poder viver um amor de verdade, algo que venha para somar, que acrescente, que transborde, que traga vida!

 Malu, para mim foi um exemplo de mulher que se arriscou. Teve a ousadia de experimentar novas coisas, de mergulhar de cabeça nessa auto descoberta, o que para mim é essencial para qualquer mulher. As vezes acreditamos que o devemos ter é aquilo que está na nossa frente, o que está mais fácil as nossas mãos e se acomodar é a pior coisa que pode acontecer. A verdadeira lição que aprendi disso tudo é que se eu não tenho a mínima coragem de me arriscar, não poderei experimentar coisas únicas.

Mas sabe quando você tem certeza de que está no lugar certo? Que encontrou a pessoa perfeita e quer olhar para ela até seus olhos se fecharem para sempre? É assim que me sinto com você…

Nana com sua escrita única, soube mostrar através dela que as vezes é necessário passar por algumas fases difíceis para que possamos achar a verdadeira “felicidade”. Onde o normal apesar de parecer bom, não é o suficiente em determinado momento e passa a sufocar. Quando nos arriscamos podemos conseguir algumas recompensas, fazendo tudo valer a pena.

 


Livro: De volta ao prazer
Autora: Nana Pauvolih
Lançamento: 2015
Editora: Edição Kindle
Páginas: 756
Sinopse: “De Volta ao Prazer” conta as aventuras de Maria Luísa Vargas, a Malu. Uma mulher de quarenta anos que nasceu em uma época de mudanças, foi criada de modo arcaico e tentou ser o que a família queria. Agora, recém-separada, algo dentro dela grita por liberdade. Malu toma as rédeas de sua vida e começa a viver e se redescobrir como mulher. Nesse percurso ela se envolve com um homem misterioso, que a faz repensar seus princípios e valores; um carismático ator pornô, que traz leveza a sua vida; um pacato lutador, que a faz perceber que não quer mais o comum e sim novas aventuras; um artista adepto de BDSM, que lhe dá novas experiências e um empresário prepotente que desperta seu lado forte e decisivo.
Cada um dos personagens tem seus defeitos e qualidade e influenciam a protagonista em suas escolhas. A história vai muito além da busca do prazer, mostra uma mulher que sente a pressão e o preconceito da sociedade. Aborda diversos temas como machismo, homossexualidade feminina, a valorização da mulher como profissional e as perdas sofridas ao longo da vida. Em uma narrativa que mistura ficção e realidade, a autora se apropriou de alguns elementos de sua vida e empregou nos personagens e suas ações. O leitor
acompanha a trajetória de uma mulher como muitas, com suas dúvidas, anseios e cobranças. Nas palavras da própria autora “Malu é um pouco de mim e de todas as mulheres. São as experiências que todas queremos vivenciar, nossas opiniões, a vida que queremos ter. É um pouco de sonho, de realidade e também de pesadelo, uma mulher aprendendo a ser ela mesma, se conhecendo, se doando e tomando, até
se tornar forte e dona de si mesma.”

Você também poderá gostar de

10 Comentários

  • Marília Leocádio

    Oi Isabelle!!!
    Gosto tanto dessas historia que não ficam falando somente de uma coisa especifica, e esse sim mostra uma protagonista que acordou e descobriu que se vive apenas uma vez e nada a mais que isso, ela se descobre e procura por felicidade, gostei demais e quero conhecer esse livro.
    Abraços!!!

    6 de junho de 2017 às 16:16 Responder
  • rafaela

    Eu gosto bastante dos livros da Nana, ela é uma autora realmente incrível. Eu não conhecia esse livro, mas a história dele parece ser muito boa mesmo. Gostei de saber que a autora soube tratar muito bem dos personagens, e acho que vou gostar bastante da Sol. O livro é enorme, mas gostei de saber que você não conseguia desgrudar dele. Com certeza já vai entrar pra minha lista 🙂

    Beijos!

    8 de junho de 2017 às 02:18 Responder
  • Aichha Carolina Pereira

    Oi Isa!
    Achei bem inusitada a profissão do autobiografado kkkkk. Parece que será um encontro cheio de descobertas. Nunca li nada da Nana, mas só leio resenhas elogiando, pretendo ler em breve.
    Beijos

    16 de junho de 2017 às 13:17 Responder
  • Caroline Garcia

    Nunca li nada da Nana, mas tenho algumas obras dela na minha listinha de leituras.
    Vejo falarem muito bem da sua escrita e isso vem me animando cada vez mais.
    Como sua resenha, fiquei pra lá de curiosa pra ler esse livro.
    A história da personagem me chamou bastante a atenção, por ser mais velha e decidir correr atrás da sua liberdade!
    Parece ser uma leitura bem envolvente mesmo.
    Beijos
    Caroline Garcia

    21 de junho de 2017 às 21:57 Responder
  • laura

    achei muito boa a resenha nunca li
    achei ate legal a historia e quem sabe mais para frente eu possa ler ne rsrsrs
    beijos

    25 de junho de 2017 às 20:22 Responder
  • Marta Izabel

    Oi, Isabelle!!!
    Gosto muito dos livros da Nana mas ainda não conhecia esse livro. Achei bem interessante o tema abordado pela autora nesse livro.
    Bjoss

    29 de junho de 2017 às 01:25 Responder
  • Karoliny Morais

    Olá,
    faz muito tempo que li este livro, mas com sua resenha deu vontade de reler, adoro a escrita da Nana acho ela super envolvente .
    Bjus

    30 de junho de 2017 às 13:44 Responder
  • Milena Moreira

    Hey,

    Parece ser um ótimo livro, pena que não faz o meu estilo, mas que bom que você gostou.

    30 de junho de 2017 às 21:41 Responder
  • pamela mendes

    Que livro gigante! Eu confesso que tenho bastante dificuldade de ler livros assim (tipo Game of thrones, que eu amo a serie, mas não consegui ler os livros até hoje). Mas apesar do tamanho, esse livro parece ter uma história muito boa. Eu li só um livro da Nana Pauvolih até hoje, mas gostei muito da narrativa da autora, então já sei que isso é uma coisa que eu iria gostar bastante nesse livro. Já percebi que o enredo do livro foi bem desenvolvido, e que os personagens são bem construídos. Acho que eu iria gostar bastante desse livro.
    Bjss ^^

    1 de julho de 2017 às 01:11 Responder
  • Carolina Oliveira

    Ainda n conhecia o livro nem a autora antes dessa resenha, mas fiquei bastante interessada em conhecer. Obg pela recomendacao 🙂

    1 de julho de 2017 às 02:54 Responder
  • Deixe uma resposta