Siga nossas redes:

Resenha – Cinder

Publicado em 6 de fevereiro de 2017
- Sem classificação
Livro: Cinder –
Crônicas Lunares I |  Autor: Marissa Meyer | Lançamento: 2013
Editora: Rocco | Páginas: 352 | Classificação do Skoob: 4,4 | Onde comprar: Amazon | Saraiva |
*Livro do acervo pessoal
Olá
pessoal, tudo bem? Hoje eu trouxe a resenha Cinder, um livro que não é recente,
mas que faz parte de uma série finalizada há pouco tempo. Confesso que foi
justamente isso que me motivou a ler, essa certeza de que eu não precisaria
esperar anos para saber o desfecho. Com todos os livros publicados, consegui
até fazer uma maratona! Então, vamos ao que interessa.

“Uma garota. Uma máquina. Uma aberração”.

O
livro é um sci-fi romântico distópico, se é que isso existe. Ambientado em Nova
Pequim, uma cidade erguida após a 4ª guerra mundial e que adota um regime monárquico,
a história se passa em uma época futurística; e mostra uma sociedade
tecnologicamente avançada e equipada com aerodeslizadores, naves espaciais,
tablets super poderosos e androides disponíveis para desempenhar funções
diversas. Embora o mundo viva em relativa paz, com alianças feitas entre países
importantes, a terra vive em constante ameaça da Rainha Lunar, Levana. Além
disso, os terráqueos precisam lidar com uma doença devastadora e sem cura, que
mata cada vez mais pessoas. E cada vez mais rápido.
É
nesse cenário que nós conhecemos a protagonista, Cinder. Ela vive com a
madrasta e as duas irmãs. Adotada após sofrer um acidente que quase a matou, e
por conta do qual foi transformada em ciborgue, Cinder é uma jovem mecânica com
humor sarcástico e inteligência digna de um super computador.  Sua única amiga é a androide Iko, uma criatura
que é mais humana do que muita gente que vemos por aí. Em determinado momento a
protagonista conhece o príncipe Kai, um rapaz de olhos puxados e um sorriso do
tipo capaz de derreter corações. Por diversos motivos esses dois personagens se
aproximam cada vez mais, e deixam claro que ali existe uma história fantástica
prestes a acontecer.

“Não era sua
culpa ele ter gostado dela. Não era culpa dela ser ciborgue. Ela não pediria desculpas”.

Uma
peste sem cura se alastrando sem controle. Um convite inesperado para o grande
baile. Uma tragédia na família. Uma descoberta capaz de mudar o destino de
muita gente. Seres lunares com o dom de manipular pessoas comuns. Uma rainha maléfica
com sede de vingança e uma necessidade absurda de desposar um príncipe
terráqueo. Um amor impossível. O que será que acontece quando a gente tem tudo
isso junto? Tudo. E depois, mais um pouco.

Marissa
Meyer foi muito gênia ao escrever essa série. Repaginar contos de fadas
deixando-os modernos, perigosos e divertidos, permite que o leitor embarque
numa jornada que é ao mesmo tempo conhecida e improvável. Esse livro, por ter
como pano de fundo a história da Cinderela, traz elementos que remetem ao
conto, mas isso não transforma a narrativa em uma obra para menininhas afetadas,
pelo contrário. O livro mostra uma protagonista muito empoderada, e a história fala
sobre possibilidades de existência, sobre preconceito, sobre o valor da amizade
e o quanto uma guerra iminente pode mudar o destino das pessoas. É um livro
que, embora tenha sido previsível em alguns aspectos, vale muito a pena ser
lido. É diversão garantida.
 “Ela estava
contente que lágrimas não revelariam sua humilhação. Contente que nenhum sangue
em seu rosto revelaria sua raiva. Contente que seu odioso corpo de ciborgue
servia para alguma coisa enquanto ela se agarrava a sua dignidade despedaçada”.

Você também poderá gostar de

13 Comentários

  • Maria Fernanda Pinheiro

    Adoro quando os autores conseguem misturar vários gêneros que eu amo. Cinder é esse caso, além de ser releitura de um conto de fada, ainda é ficção científica. Também criei expectativas graças a tantos comentários positivos e recomendações. Acho que é por isso que não li ainda, com medo de me decepcionar com a história. Já fiquei imaginando qual sera esse final surpreendente, e adoro livros com várias coisas acontecendo (menos na hora de fazer a resenha, dai complica, pois fico querendo contar tudo kk) Também adorei a capa, vou largar esse medo da decepção e me jogar nesse livro.

    6 de fevereiro de 2017 às 22:47 Responder
  • Thaynara ribeiro

    Já estou apaixonada por ser releitura de contos de fadas coisa que amo. Ser num cenário futurista só torna tudo melhor. Estou bem curiosa pelos próximos volumes da série e espero que a autora continue a desenvolver bem as histórias

    7 de fevereiro de 2017 às 00:26 Responder
  • Lara Caroline

    Oi Kris, tudo bem?
    Primeiramente preciso de dizer que adorei a sua resenha e fiquei super com vontade de ler esta série. Eu sempre adorei a Cinderela que é a minha princesa favorita, e eu gosto muito de releituras dos contos de fadas, então este foi um fato que me deixou muito curiosa para conhecer a série. Já ouvi maravilhas sobre a escrita da autora e não vejo a hora de poder conhecer os livros dela.
    Beijos

    7 de fevereiro de 2017 às 00:28 Responder
  • Naime Martins

    Eu amo distopias! E ainda sendo uma releitura de contos de fada é melhor ainda. Deve ser uma história e tanto. Após essa resenha fiquei com muita vontade de ler essa série.
    Já vi muita gente falando dessa série, mas nunca tinha parado para dar total atenção a ela. Mas agora me interessei!
    Beijos.

    7 de fevereiro de 2017 às 11:39 Responder
  • Lili Aragão

    Oi Krisna, o fato da série já ter sido finalizada também tá contando e muito pra que eu me anime mais a ler essa série e tem também o fato de que pra onde eu olho, vejo uma resenha positiva do livro, então ele já tá na lista pra adquirir e ler (mas só pretendo começar quando tiver todos, pois sei que vou ficar curiosa pra ver as continuações 🙂 ). A ideia da autora em fazer essas releituras é bem legal e tô empolgada, ótima resenha e espero gostar da leitura assim como você quando a fizer 😉

    7 de fevereiro de 2017 às 11:56 Responder
  • Adriana Holanda Tavares

    Não curto recontagens e nem contos de fadas, mas este aqui me ganhou em função da "tecnologia". Achei bem interessante essa coisa da protagonista ser uma ciborg e acho que eu adoraria conhecer a trama.

    8 de fevereiro de 2017 às 01:50 Responder
  • Cristiane Dornelas

    Acabei de ler o último livro dessa saga ontem mesmo e já fico com vontade de chorar de saudade desses livros ao ver resenha! Haha, mas é sério. É muito bom!
    E a autora foi tão criativa ao fazer os contos de fadas ganharem um tom futurístico, moderno e tão mais cheio de ação. Amei cada personagem, como a amizade é valorizada, os sentimentos e preconceitos, cada elemento da história mesmo. E se acha que esse livro é bom espere até ver os próximos! É de tirar o fôlego! Pode ter algumas coisas previsíveis, mas a graça é como ela escreve.
    Amei tudo e não queria largar.
    Ah caramba, mas que vontade de reler tudo pra ver as coisas de novo e compreender as pistas e rever os personagens e…e…e… que empolgação! Dá pra ver que ainda estou animada demais com essa história né?! xD
    Mas vale tanto a pena essa leitura *-*

    8 de fevereiro de 2017 às 19:17 Responder
  • Maria Clara

    É mesmo incrível esse blog, tem tantas resenhas interessantes, de livros que gosto, e certamente, outras pessoas também gostam. Parabéns !!

    13 de fevereiro de 2017 às 14:47 Responder
  • Luíza Fried

    Já adicionei esse na minha lista do Skoob, nossa, eu adorei esse livro. Era algo que eu estava buscando, um "conto de fadas" que não seja tão clichê, tão normal, parece que tem bastante aventura vindo junto no pacote e um monte de coisas improváveis. Sério, fiquei super animada pra ler esse!

    14 de fevereiro de 2017 às 04:05 Responder
  • Girlene Viey

    Cinder tem mistura de varias coisas ao mesmo tempo. E admiro muito autores que conseguem chega e organizar tanta coisas ao mesmo tempo. A obra eu já tinha lido outra resenhas, e confesso que fiquei bastante animada para leitura. A historia dela, de fato, lembra pouquinho a Cinderela, haha, super concordo com voce. Irmas e madrasta sempre faz lembra essa historia infantil. O lugar que historia se passa, espero muito quando for ler em breve, a autora tenha colocado bastante detalhes, pois por passar em lugar futurística, eu adoro saber essas pequenas coisas. Já sobre a capa, achei bastante interessante, pois novamente faz lembra a Cinderela.

    17 de fevereiro de 2017 às 11:32 Responder
  • Kris Soares

    Esse não é o meu gênero preferido de leitura, mas cada vez que leio uma resenha desse livro, minha bondade de ler ele cresce. Primeiro pelo fato de ser uma releitura de contos de fadas, e segundo e mais importante é justamente o empoderamento da Cinde, fica claro o quanto ela é corajosa independente e forte.

    19 de fevereiro de 2017 às 01:17 Responder
  • Marta Izabel

    Oi, Krisna!!
    Já faz um bom tempo que estou de olho nessa série mas infelizmente ainda não consegui comprar!! Como adoro releituras de contos de fadas esse livro sem dúvida já está adicionado na minha lista de livros para ser comprados!! Espero conseguir fazer isso esse ano!!
    Beijoss

    26 de fevereiro de 2017 às 02:12 Responder
  • suzana cariri

    Oi!
    Li essa serie e adorei essa historia, também estava esperando ser lançado todos os livros, para não ter que ficar esperando e quando li o primeiro ele me conquistou, gostei muito desse mundo que a autora cria e principalmente seus personagens, a Cinder me conquistou por sua força e adorei a Iko que é muito fofo !!

    1 de março de 2017 às 17:21 Responder
  • Deixe uma resposta