Siga nossas redes:

O que achei de Outlander – 1ª Temporada

Publicado em 19 de agosto de 2017
- Adaptação, Netflix, Séries

SÉRIE ESPECIALMENTE INDICADA PARA: fãs da autora Diana Gabaldon, para quem curte romance histórico, para quem aprecia uma narrativa que mistura passado e presente com elementos místicos. Contém cenas fortes.

Sempre fui apaixonada por estudar História e uma adoro obras ficcionais baseadas em fatos históricos reais. E a série Outlander, baseada nos livros de Diana Gabaldon, se encaixou perfeitamente nesse quesito. Mas confesso que não gostei logo de cara desta série. Sempre ouvia as pessoas falando sobre os livros e o seriado mas ainda não tinha me interessado. Um dia, depois de certa pressão de algumas amigas, decidi tentar assistir a série, mas não cheguei nem na metade do primeiro episódio. Não sei dizer o motivo mas  naquele momento não consegui me prender na história.

Até que no mês passado a Netflix disponibilizou os episódios da segunda temporada da série e novamente o assunto voltou a ser destaque. Resolvi dar uma segunda chance e fiquei completamente apaixonada pela trama e personagens, foi inevitável fazer uma maratona. E descobri que não sou a única que pensou assim, a série recebeu o prêmio de “Melhor Maratona” no Critics’ Choice TV Awards além de ter sido indicada ao Globo de Ouro em três categorias.

A primeira temporada tem dezesseis episódios e é baseada no livro Outlander – A viajante do tempo, o primeiro da série. Os direitos de publicação dos livros aqui no Brasil são da Editora Arqueiro desde 2016, mas os livros já haviam sido publicados anteriormente pela Editora Rocco. Ao todo já foram publicados oito livros e torcemos para que todos sejam adaptados para TV. Agora chega de enrolação e vamos falar sobre a primeira temporada desta série que me conquistou.

O ano é 1945 e a Segunda Guerra Mundial acaba de chegar ao fim. Claire Randall, interpretada por Caitriona Balfe, e seu marido Frank, interpretado por Tobias Menzies, ficaram separados durante todo o conflito. Ela serviu como enfermeira nos combates e ele fazia parte da inteligência britânica. Para tentar recuperar a ligação perdida pelo tempo de separação eles decidem viajar para uma segunda lua de mel. E aí começa nossa história.

O destino escolhido foi Inverness, que fica na região conhecida como Highlands, no norte da Escócia. É lá fica lago Ness, que com certeza você já ouvir falar já que ficou mundialmente conhecido por ser o lar de Nessie, o famoso monstro do lago Ness. Além da beleza estonteante das paisagens esta região é repleta de construções que remontam aos séculos passados. Um dos meus sonhos da vida é conhecer a Europa e agora adicionei mais um lugar para visitar quando esse dia chegar. Impossível não se apaixonar por toda essa beleza, na verdade é um museu a céu aberto.

A família de Frank viveu nessa região e ele está pesquisando a história de seus antepassados, em especial sobre o capitão Jonathan “Black Jack” Randall, também interpretado por Tobias Menzies. Ele foi um oficinal do exército britânico que lutou contra a Revolução Jacobita e ficou conhecido pelo uso excessivo de violência. Frank não imagina que “Black Jack” Randall vai ser um grande pesadelo na vida de Claire.

É no círculo de pedras Craigh na Dun, antigo palco de cerimônias druidas, que a história de Claire começa a mudar de rumo drasticamente. Ela escuta algo estranho e acaba se aproximando da pedra central e é jogada para trás. Ela ainda está no mesmo lugar mas tudo parece muito diferente.  Ela estava correndo um grande perigo quando o seu caminho então se cruza com um grupo de escoceses que acabam ajudando-a, dentre eles o nobre guerreiro escocês Jamie Fraser, interpretado por Sam Heughan.

Demorou um tempo para Claire perceber o que havia acontecido, ela foi transportada para o ano de 1743. Longe de seu tempo Claire precisa descobrir como voltar para Frank enquanto tenta sobreviver nesse ambiente tão hostil. A cada episódio Claire enfrenta novos desafios e se aproxima cada vez mais do valente e encantador Jamie Fraser. Confesso que tive raiva dela em alguns momentos, não concordando com algumas atitudes que ela tomou. Mas tenho que reconhecer também que se estivesse em seu lugar não saberia me virar tão bem assim.

Mesmo vivendo em uma época em que as mulheres não tinham nenhum direito Claire conseguiu se impor e mostrou-se parte imprescindível do grupo. Seus conhecimentos em enfermagem e plantas medicinais foram muito uteis e garantiram um certo reconhecimento para ela. Vale ressaltar que esse reconhecimento não era muito positivo em algumas situações. Mesmo assim ela se manteve firme em suas convicções sempre lutando.

Já o escocês Jamie Fraser de cara nos conquista com sua beleza incomum e um sotaque muito fofo. Mas posso garantir que de fofo esse guerreiro escocês não tem nada. Mesmo muito jovem ele é reconhecido como figura importante na luta pela sobrevivência do seu clã. Injustamente condenado por um crime que não cometeu ele é procurado pelo exército britânico, sendo seu maior inimigo o cruel capitão “Black Jack” Randall. Mas não é só entre os britânicos que ele encontra inimigos não. Existem pessoas dentro do próprio clã que não estão muito felizes com sua presença.

Agora devo avisá-los que o capitão “Black Jack” Randall é a pior pessoa que já existiu na face da terra. Nunca na minha vida tinha encontrado um personagem tão odioso, que agisse de maneira tão cruel e desumana. Só de olhar para a cara dele me dá uma dor no estômago de tanta raiva. Minha raiva é tanta que não consigo nem olhar para o Frank, que é interpretado pelo mesmo do ator, sem sentir asco. Isso porque o Frank é uma pessoa muito boa e que passa por momentos muito difíceis depois do desaparecimento misterioso de Claire.

Apesar de ser uma obra de ficção Outlander apresenta elementos históricos reais como a luta dos clãs, base da sociedade escocesa da época, contra a dominação britânica e apoio aos rebeldes jacobitas que resultou na Batalha de Culloden que tem papel essencial na trama e na História da Escócia. Fiquei tão curiosa que depois que terminei de assistir essa temporada que pesquisei mais sobre o tema.

Eu me senti realmente transportada para dentro do universo de Outlander enquanto assistia. O nível do vício produzido foi tanto que fiquei escutando a trilha sonora no Spotify por vários dias no loop infinito. Aliás este é outro ponto que foi explorado de maneira brilhante. A Escócia tem um estilo musical muito característica, a utilização da gaita de fole nos remete instantaneamente àquela região da Europa. Por sinal, adivinhem o que estou ouvindo enquanto escrevo este post?

Sempre achei muito interessante os elementos culturais das Highlands. Triste saber que muito desta cultura foi perdida devido à imposição britânica depois que os rebeldes jacobitas perderam a batalha. Eles foram proibidos de usar o kilt, a famosa saia escocesa, por quase cem anos e o sistema de clãs quase desapareceu. Hoje em dia apenas uma pequena parte da população da Escócia ainda fala o gaélico, língua natal do país.

Pra quem ainda não assistiu a série e ficou interessado vale lembrar que cada temporada é baseada em um livro, e as duas primeiras temporadas estão disponíveis na Netflix. Aproveito para deixar o alerta que o final da primeira temporada está repleto cenas muito fortes mas peço que não abandonem a série por isso. A terceira temporada está com lançamento previsto para o mês que vem e aqui no Brasil será transmitida pelo canal pago Fox. Enquanto aguardo ansiosamente pela estreia da nova temporada comecei a ler os livros e estou amando revisitar as Highlands na companhia de Claire e Jaime.

Espero que tenham gostado da indicação! Deixem aqui nos comentários se vocês também acompanham essa série ou se já leram os livros. Vou adorar conversar com vocês sobre esse universo.


Série: Outlander – 1ª Temporada
Criação: Ronald D. Moore
Emissora original: Starz
Ano: 2014
Gênero: Fantasia, Histórico, Ficção, Romance
Duração: 16 episódios (média de duração 57 min)
Sinopse: Claire Randall (Caitriona Balfe) é uma enfermeira em combate em 1945. Ela é misteriosamente transportada através do tempo e mandada para 1743, e sua vida passa a correr riscos que ela desconhece. Forçada a se casar com Jamie Fraser (Sam Heughan), um cortês e nobre guerreiro escocês. Um relacionamento apaixonado se acende, e deixa o coração de Claire dividido entre dois homens completamente diferentes, em duas vidas que não podem ser conciliadas.

Você também poderá gostar de

15 Comentários

  • Ludyanne Carvalho

    Aaaah, já quero! Assistir e ler os livros.
    Já ouvi falar sobre os livros, mas como são muitos preferi deixar pra lá… Até que um dia eu tenha a oportunidade de ler.
    Mas depois dessa indicação… Essa série deve ser maravilhosa (e olha que não assisto séries), fico imaginando as cenas na época da guerra (um assunto que me interessa muito quando mesclado com romance) e a volta no tempo, século XVIII. UAU! Achei interessante esse detalhe porque já é de época e se torna mais de época ainda.
    Já li um livro em que a história se passa boa parte na Escócia e, amei a cultura deles. Realmente é triste que tenham perdido muita coisa da essência deles.
    Isso tudo só despertou a vontade de conhecer mais sobre Outlander e Claire.
    Adorei a indicação.
    Beijos

    19 de agosto de 2017 às 16:03 Responder
    • Thaís Bueno

      Oi Ludyanne!

      Fico muito feliz que você tenha gostado da indicação. Realmente é muito gostoso acompanhar como era a vida em um tempo tão diferente do nosso. Essa é uma série que ganhou lugar cativo no meu coração.

      Beijos,

      20 de agosto de 2017 às 17:55 Responder
  • Lili Aragão

    Oi Thaís, eu assisto e sou fã dessa série, amo Jamie haha, tem como não amá-lo <3 Há tanto pra falar quando eu penso em Outlander, primeiro eu achei que não fosse gostar da série, pois minhas experiências em histórias com viagem no tempo não eram boas, mas eu curti desde o primeiro episódio, pois tava numa fase e ainda tô de romances de época, livros, filmes e séries, e tem como não curtir uma história com Highlanders. A parte histórica retratada é bem legal e Claire por ser do futuro tem papel importante ao ser praticamente um livro de história, Claire é uma personagem incrível inclusive, forte e determinada, sabe se virar como ninguém.
    Sobre o parágrafo falando do quanto Black Jack é odioso, se tivesse perto de você ia mandar um toca aqui Thais haha, eu ODEIO esse personagem e por tabela Frank por ter a mesma face que ele, vejo até algumas pessoas falando que Frank é bom, mas pra mim não dá, ainda não li os livros e na série ver o mesmo ator interpretando ambos, me faz odiar os dois, já disse que odeio Black Jack 😀
    Os episódios finais da primeira temporada são bem fortes, passei um tempo pensando neles e olha que adiantei algumas partes, fui fraca (eu sei :/) rsrs, mas a série vale mesmo a pena e tô bem ansiosa pra terceira temporada.
    Amei ver o post falando mais da série aqui *__*

    19 de agosto de 2017 às 17:53 Responder
    • Thaís Bueno

      Oi Lili!

      Realmente é impossível não amar Jaime e toda a magia das Highlands! Realmente a Claire foi muito valente, como eu disse não sei se conseguiria me virar tão bem como ela. Pra mim Black Jack e Frank são a mesma pessoa então não tenho o que fazer né? Ficou muito contente que você gostou do post e que também é fã da série como eu.

      Beijos,

      20 de agosto de 2017 às 17:58 Responder
  • cristiane dornelas

    Ahh que gostoso poder relembrar um pouco dessa temporada *-*
    Fui assistindo enquanto passava e virou um vício! Tinha visto nuns blogs falando da nova série baseada no livro tal e fiquei interessada pelo jeito dela. Também gosto de umas coisas históricas, baseada em fatos históricos e coisas assim e foi maravilhoso poder achar uma nova trama pra acompanhar desse jeito. Vi a série e li os livros e agora já tô aqui me roendo pra próxima temporada viu! É um vício mesmo xD
    A gente começa a assistir e essa história prende de uma forma tão gostosa! A Claire é uma das personagens que mais admiro, tanto na série como nos livros. Ela ter parado num tempo daquelas e com a personalidade forte e destemida dela… conseguir se encaixar e se virar? Caramba! É de ficar impressionado. Adoro essa mulher!
    E o Jamie é o Jamie né. Dispensa comentários s2
    Deu pra aprender bastante coisa sobre a Escócia também e adorei. Fui pesquisar umas coisas depois, como foi aquela batalha, o estilo e jeito de vida da época e coisas assim… Tenho lá meu fascínio por tempos de reis e todas aquelas batalhas e marcos históricos e figuras importantes. É legal poder cruzar uns conhecimentos e ver o que se encaixa no quê, quem fez o quê e etc. E esses livros tem tanta coisa legal em que se baseiam que é pra qualquer amante de história ficar curioso. A série é bem fiel, então fica ótimo acompanhar essas coisas através dela.
    Ahh é maravilhosa mesmo. Só assistindo pra entender.

    20 de agosto de 2017 às 11:22 Responder
    • Thaís Bueno

      Oi Cristiane!

      Que legal encontrar mais alguém que goste de História como eu! Também estou muito ansiosa para o início da próxima temporada. Claire é uma verdadeira guerreira e nunca se deixou abater mesmo diante de tantas dificuldades. E Jaime como você disse é Jaime né? Também amei aprender mais sobre a cultura e história de um país tão rico como a Escócia. Agora preciso correr com a leitura dos livros.

      Beijos,

      20 de agosto de 2017 às 18:02 Responder
  • Alison de Jesus

    Olá, essa série é babadeira ! Eu também não gostei muito quando assisti aos primeiros episódios, tanto que até larguei,, mas depois de alguns meses minhas outras séries estavam todas em hiatus aí resolvi dar mais uma chance, e foi a melhor coisa que eu fiz! Estou muito ansioso com essa terceira temporada, ainda mais depois do final bombástico da segunda. Beijos.

    20 de agosto de 2017 às 17:54 Responder
    • Thaís Bueno

      Oi Alison!

      Legal saber que não fui a única que se apaixona somente à segunda vista pela série. Também estou ansiosíssima pela nova temporada.

      Beijos,

      22 de agosto de 2017 às 16:31 Responder
  • Hérica Lima

    Ainda não assisti essa série, porém sou doida! Também amo história e sou doida por romances de época!
    Quero muito ler os livros também! Essa coisa de viagem no tempo é muito a minha cara!
    Vou tentar assisti á um episódio hoje!

    21 de agosto de 2017 às 19:51 Responder
    • Thaís Bueno

      Oi Hérica!

      Você vai adorar essa série. Depois que assistir vem me contar o que achou!

      Beijos,

      22 de agosto de 2017 às 16:24 Responder
  • Pamela Mendes

    Eu amo essa série! Eu já assisti a primeira temporada e já comecei a segunda (só que estou bem atrasada na segunda), e simplesmente amo essa série. Eu ainda não li os livros, mas tenho bastante vontade de ler eles, eu imagino que os livros também são ótimos!!
    Eu gostei muito da história nessa primeira temporada, e também amei o Jamie logo de cara, que personagem apaixonante! Já o Black Jack Randall eu também odiei logo de cara, que personagem doente! Nossa, eu tinha nojo dele!!
    Estou doida pra continuar essa série, e pretendo continuar ela logo =)
    Bjss ^^

    23 de agosto de 2017 às 13:08 Responder
    • Thaís Bueno

      Oi Pamela!

      Que bom saber que você também é fã da série. Assim que puder termine a segunda temporada tenho certeza que você vai adorar também.

      Beijos,

      23 de agosto de 2017 às 16:02 Responder
  • Bruna Bento

    aaaaaah meu Deus, Outlander aqui aaaaa <3
    eu AMOOO demais essa série, tanto os livros quanto o seriado! eu já li os dois primeiros livros e assisti a primeira temporada. agora no 2o. semestre pretendo assistir a 2a. temporada e ler os livros 3, parte 1 e 2!
    essa série conseguiu reunir tantas coisas que amo em um lugar só, nem sei como descrever. só o combo ficçao historica + viagem no tempo já me ganha!
    os livros tem uma pesquisa muito bem feita né? eu amo cada detalhezinho que aprendo sobre a escócia. um país que nunca dei muita bola e agora to aprendendo a gostar cada vez mais!
    o mais legal é que a partir do primeiro livro/primeira temporada, a historia começa a se passar em outros lugares do mundo, aí tem mais coisa legal pra gente aprender e ver detalhes historicos aparecendo! sensacional!

    25 de agosto de 2017 às 22:44 Responder
    • Thaís Bueno

      Oi Bruna!

      Também adoro o combo ficção histórica e viagem no tempo. Tô me organizando para conseguir ler os livros. A ansiedade para a terceira temporada aumenta a cada dia.

      Beijos,

      28 de agosto de 2017 às 10:38 Responder
  • Isabela Carvalho

    Olá Thais 😉
    Comecei a ver Outlander há umas duas semanas e simplesmente se tornou uma das minhas séries favoritas de todos os tempos!
    Também AMO séries históricas, e conhecer mais sobre a cultura dos Highlands está sendo incrível. Estou na segunda temporada, e louca pra terminar e chegar o dia da estreia da 3 temporada haha
    Sinto a mesma ciosa que você em relação ao Frank, quando vejo ele só lembro do Jack e não imagino como a Claire ainda pode se importar com ele depois de ter visto todo o estrago que o Jack fez.
    Mas enfim, já indiquei a série para várias pessoas que adoraram! Espero ver sua review da segunda temporada!
    Bjos

    31 de agosto de 2017 às 18:18 Responder
  • Deixe uma resposta