Siga nossas redes:

O que achei de O mestre dos gênios

Publicado em 8 de julho de 2017
- Adaptação, Filmes, Netflix

FILME ESPECIALMENTE INDICADO PARA: apaixonados por literatura, interessados em saber mais sobre o processo de produção de um livro, pessoas curiosas sobre a obra de A. Scott Berg e sobre literatura americana de maneira geral.

 

Olá pessoal!
A dica cinematográfica desta semana é para os amantes dos livros, que assim como eu, tem curiosidade para saber um pouco mais sobre o processo de produção de um livro. O mestre dos gênios conta a relação do editor Maxwell Perkins com o autor Thomas Wolfe.

Eu já tinha visto que este filme estava disponível na Netflix, mas só fui assistir depois que uma pessoa me indicou. O filme é baseado no livro Max Perkins, O editor de gênios de A. Scott Berg, que foi publicado aqui no Brasil pela Editora Intrínseca. Depois de assistir o filme fiquei muito curiosa para ler o livro, já que no filme o foco é apenas na relação de Max Perkins com Thomas Wolfe e o editor também trabalhou com F. Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway.

A história se passa em Nova Iorque na década de 1920, o país estava passando por uma grande crise econômica. O livro de Thomas Wolfe, interpretado por Jude Law, já havia sido recusado por quase todas as editoras da cidade quando chegou às mãos de Max Perkins, interpretado por Colin Firth, editor da Charles Scrinner´s Sons. Quando ele é chamado acredita que mais uma vez receberá um “Não” e fica surpreso com a notícia de que seu livro será publicado. Seu primeiro livro era uma ficção autobiográfica, por sinal o autor ficou conhecido por ser um dos primeiros a escrever um livro neste molde.

Com o sucesso do seu livro de estreia Thomas termina de escrever seu segundo livro que era gigantesco, ao todo foram 5000 páginas escritas a mão. Essa era uma das características marcantes do autor, textos longos e com muita divagação. A cena em que Thomas entrega o manuscrito para Perkins é muito engraçada, foram mais de quatro caixas lotadas de folhas. O filme acompanha o processo de edição deste segundo livro.
Thomas Wolfe é uma pessoa muito difícil de lidar. No início ele aceita as alterações que são propostas por Perkins, mas com o passar do tempo questiona se o editor age da mesma forma com seus “queridinhos” Hemingway e Fitzgerald. Perkins acreditava que em nove meses eles conseguiram editar todo o texto, mas depois de dois anos de trabalho eles ainda não haviam concluído o processo de edição. Já fiquei imaginando a aflição dos leitores esperando a publicação do novo livro.

Além da autuação de Colin Firth e de Jude Law, o filme também conta com o talento de Nicole Kidman, Laura Linney, Guy Pearce e Dominic West. Nicole interpreta Aline Bernstein, a primeira pessoa a ver potencial no trabalho do escritor. Laura Linney interpreta Louise Saunders a esposa de Perkins. Guy Pearce e Dominic West interpretam Fitzgerald e Hemingway respectivamente.

Adorei acompanhar o processo de edição de um livro, mesmo que hoje em dia as coisas já não aconteçam mais da maneira como foram retratadas no filme. Realmente não deve ser fácil para um autor ver o trabalho que demorou meses ou anos para produzir ser cortado e alterado. Mas para o editor também não é fácil, eles precisam lidar com muitas questões que podem interferir na publicação do livro. Em O mestre dos gênios acredito que conseguimos ver bem esses dois lados.
Thomas foi muito importante para a literatura americana tendo exercido influência em vários autores contemporâneos. Depois de assistir o filme queria saber mais sobre os dois livros citados mas só encontrei os textos em inglês. Mas confesso que também fiquei bastante interessada em saber mais sobre F. Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway, mesmo que o foco do filme tenha sido a relação de Perkins com Thomas Wolfe e eles quase não tenham aparecido no filme. Eu ainda não li nenhum livro desses autores e agora quero conhecer a obra deles que foram tão importantes para a literatura mundial.
Essa foi a dica de filme deste final de semana. Espero que assim como eu vocês curtam a experiência de acompanhar o processo de edição de um livro. Depois me digam nos comentários o que acharam do filme.

Filme: O mestre dos gênios
Direção: Michael Grandage
Roteiro: John Logan
Ano de Produção: 2015
Gênero: Drama / Filme Biográfico
Duração: 1h 44min
Sinopse: Biografia de Max Perkins, um dos editores literários mais famosos do mundo. Apostando em jovens talentos, ele descobriu nomes fundamentais da literatura como F. Scott Fitzgerald, Ernest Hemingway e Thomas Wolfe. O filme acompanha a vida pessoal e Perkins e sua relação complicada com os escritores, cujas obras foram fortemente influenciadas pelo trabalho do editor.

Você também poderá gostar de

15 Comentários

  • Cristiane Dornelas

    Humm, que filme interessante. Não conhecia e achei bem legal por essa coisa toda de mostrar mais do processo de edição dos livros, mesmo que seja de como era antigamente, e como era isso para um autor e editor. É legal poder ver a vida de pessoas que mexem com essas coisas. Ainda mais pra gente que ama ler, ahh tem toda uma graça especial.
    E esse elenco tá muito bom heim! Se já não tivesse achado a história interessante por toda a coisa dos livros na trama, veria pelo elenco. Gostei dele.
    E deve dar uma vontade de ler as obras desses autores famosos…sempre quis ler algo do Hemingway, mas até hoje nada. Vou procurar por esse filme com certeza ^^

    8 de julho de 2017 às 15:46 Responder
  • Ludyanne Carvalho

    Não conhecia o autor, nem o livro, e muitos menos não sabia a existência de um filme.
    Gosto bastante de filme de época, de assistir como eram realizados as coisas naquela época.
    Este filme me interessou, ver como é feita a produção de um livro, ainda mais na década de 20 é muito legal.
    Perkins que me desculpe, mas ainda bem que foi editado. 5000 páginas? ������
    Ótima indicação. Beijos…

    8 de julho de 2017 às 16:27 Responder
  • Lili Aragão

    Oi Thaís, dica interessante é um filme cheio de estrelas, mas que ainda não tinha ouvido falar e fiquei curiosa pra saber como o editor e o autor vão chegar a um acordo sobre a publicação do livro que tem inicialmente 5.000 páginas, eu li direito?!! kkkk Apesar de não ser o foco é um filme de época pelo que vi nas roupas e nas fotos e isso torna ele ainda mais interessante. Gostei e anotei a dica pra ver 😀

    8 de julho de 2017 às 17:27 Responder
  • Herica Lima

    Adoro filmes antigos! Esse parece ser bem legal. Nunca vi ele no Netflix e agora que você resenhou fiquei curiosa!
    Acompanhar a edição de um livro deve ser legal.
    O acordo entre o escritor e o editor deve ser bem difícil.

    8 de julho de 2017 às 22:10 Responder
  • Alison de Jesus

    Olá, o livro dos dá uma ampla visão sobre o processo de publicação de um livro, que passa por várias fases e não é nem um pouco simples. Não faz muito meu tipo de leitura, mas é sempre bom sair da zona de conforto, né? Beijos.

    10 de julho de 2017 às 12:25 Responder
  • pamela mendes

    Eu confesso que se tivesse visto esse filme no Netflix, nem teria dado atenção pra ele. Mas fiquei com vontade de ver ele agora. Achei a premissa dele bem diferente, e super interessante. Eu também sou apaixonada por livros, e ia adorar ver esse processo de edição no filme. Adorei a dica =D
    Bjss ^^

    13 de julho de 2017 às 01:02 Responder
  • Gabriela Souza

    Oi! Nunca ouvi falar desse filme, mas já to super curiosa para saber como era o processo para editar e publicar um livro antigamente! Deve ser bem difícil mesmo ver teu livro sendo modificados (principalmente se for um livro de 5000 páginas hahaha). Pretendo assistir! Beijoss

    13 de julho de 2017 às 18:50 Responder
  • Lana Silva

    Imagino que o processo de escrita, e publicação naquela época em meio a uma crise deve ter sido bem complicado, ainda bem conseguiu ajuda de uma pessoa que o apoio. Ainda não conhecia o livro, ou não me lembro de conhecer, e não sabia que o filme estava disponível na netflix, mas agora conhecendo mais sobre esta trama, e o quanto e legal acompanhar este processo, me sentir muito interessada em assistir esta obra cinematográfica.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    14 de julho de 2017 às 11:09 Responder
  • Marta Izabel

    Oi, Thaís!!
    Não conhecia esse filme, achei a premissa do livro bem bacana, e bem interessante ver como um escritor produz a sua obra. Gostei bastante da indicação e sem dúvida vou assistir sim!!
    Beijoss

    17 de julho de 2017 às 02:01 Responder
  • Bruna Bento

    meu Deus, eu to amando demais essas indicações de filmes aqui no blog! Só filmaço! Eu AMO biografias e tô pirando com as recomendações!
    Esse é outro filme que não tinha ideia que era inspirado em livro! Nunca nem dei bola pra esse livro da Intrinseca, mas agora ja quero hahaha
    Coloquei na minha lista de filmes pra assistir com ctz, até pq Colin Firth, mozão <3 haha
    E ainda tem o Fiztgerald e o Hemingway aaaaa *-*
    AMEI, AMEI, AMEI!

    20 de julho de 2017 às 03:49 Responder
  • raquel rodrigues

    Too amando as indicações dos filmes kkkkkk eu nunca tinha ouvido falar do filme e nem do livro, mas parece ser realmente interessante acompanhar o processo de edição de um livro, não é um dos gêneros de filmes que mais curto assistir, mas acho que eu arriscaria simm. Quem não iria assustar com 5000 folhas de manuscrito ne kkkkkkkkkkkk quem ssbe um dia eu assista. Eu nunca tinhs ouvido flr de nenhum desses autor citados ai ou n me recordo .

    20 de julho de 2017 às 18:16 Responder
  • Daniele Amorin

    Thaís, agora que terminei minha facul, estou voltando a assistir filmes e ando em busca de recomendações mesmo, adoreiiii sua dica, um filme falando retratando um pouco de uma edição/publicação de livros antigamente, e um que foi tão importante, que massa!! Acho que deve ser sim um filme muito interessante p/ quem curte esse universo como nós, quero muito assistir. Pelo visto a cena do livro de 5000 páginas é muito engraçada mesmo, pois só de ler o que vc escreveu eu já dei muita risada e fiquei imaginando hahaha

    E sim, o elenco está muito bom, gosto muito da Nicole Kidman.Lista!
    Bjuss

    22 de julho de 2017 às 01:26 Responder
  • Aichha Carolina Pereira

    Oi Thais,
    Não conhecia o livro muito menos o filme. Muito legal ver como era realizado todo o processo de criação e edição de um livro (e o tempo que levava). Irei assistir.
    Beijos

    25 de julho de 2017 às 11:43 Responder
  • Luíza Fried

    Que filme interessante e cheio de ótimos atores, deve ser bom mesmo. Pra nós, que adoramos ler, com certeza é uma boa pedida, até porque a minha curiosidade pelo menos é grande em relação ao processo de fabricação de um livro! E melhor ainda que está na netflix. Vou assistir!

    25 de julho de 2017 às 16:27 Responder
  • Isabela Carvalho

    Oi Thais 😉
    Não conhecia o livro ou o filme, mas só em ter o Colin Firth já assistiria, com certeza!
    Com um elenco desse, e uma história interessante, o filme parece prender o espectador até o fim né? Me interessei demais em ver, adorei sua indicação!
    E que bom que tem ele no netflix, se não estaria perdida kkkk
    Bjos

    31 de julho de 2017 às 14:43 Responder
  • Deixe uma resposta