Siga nossas redes:

Drama

Resenha – Zac e Mia

Publicado em 8 de maio de 2018
- Drama, Novo Conceito, Romance, Sick Lit

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA fãs de livros que nos mostram como é a convivência de sujeitos e familiares com doenças e a perspectiva de morte quando tudo o que se quer é ter esperanças. Com uma escrita profunda mas construída de forma leve e divertida, Zac e Mia é sensibilizador e tocante, para leitores jovens e adultos que sentem sem rodeios.

Sei que os botões de descarga duplos são bons porque são amigos da natureza e tudo o mais, mas, às vezes, são confusos. Aperto meia descarga ou descarga inteira? De vez em quando preciso de um botão intermediário.

Se, depois desta leitura, algo se fixara em minha mente, fora a sensação, mais do que o pensamento ou a certeza, de como a vida é extremista. Oito ou oitenta. Vida ou morte, flores ou navalhas. Por vezes, quis uma válvula de escape, uma opção C entre a A e a B, possibilidades essas que não existiam. Zac e Mia provam de sua intensidade enérgica por inteiro e, muitas vezes, eles não se saem tão bem. Há muitas recaídas. Pensamentos tão auto-destrutivos que são uma forma de câncer por si só, sempre se espalhando e trazendo as considerações boas para o seu lado agressivamente ameaçador.

Continue Lendo

Resenha – O que resta de mim

Publicado em 24 de novembro de 2017
- Amazon, Drama, Editoras, Independente, New Adult, Resenhas

LIVRO INDICADO ESPECIALMENTE PARA quem gosta de se emocionar durante a leitura, gosta de histórias com forte carga dramática, personagens reais e com finais surpreendentes. Ideal para ler naqueles momentos em que o leitor não está fragilizado emocionalmente e quando busca uma narrativa capaz de mostrar todas as faces do ser humano.

Ontem foi o lançamento de O que resta de mim: Depois da verdade, o segundo livro da Série Flores – Flor de Lis, da talentosa Thays M. de Lima. Para entrar no clima deste lançamento tão especial a resenha de hoje é de O que resta de mim,  o primeiro livro da série. Ela é tanto para você que ainda não leu este primeiro livro e quer saber um pouco mais sobre esta história tão especial, quanto para os que já leram e amaram como eu, e que podem assim relembrar os acontecimentos desta história tão emocionante para então mergulhar profundamente na leitura do segundo livro. Continue Lendo

Resenha – Menino de Ouro

Publicado em 14 de novembro de 2017
- Drama, Globo Livros, LGBT, Young Adult

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO a leitores que gostam de contemplar quanto o gênero é importante e quanto realmente influencia em quem somos e buscamos ser. Recomendado para quem não teme leituras fortes, que faz com que revejamos conceitos e soframos com sua perda e ressignificação, mas que, por isso, valem extremamente a pena.

A escuridão não é sequer a perda de visibilidade. É apenas uma mudança de cor, de tom. É a mesma coisa que o dia, com uma tonalidade diferente.

Max é um bom menino. Inteligente, bonito, um filho educado e um irmão dedicado, amigo gentil e rapaz responsável, galanteador e, mesmo aparentando ter uma vida perfeita, ele é um mistério. Tudo isso porque Max Walker tem um segredo. Esse é o tipo de pensamento e estrutura de história que você receberá nas primeiras vinte páginas. Poucos sabem desse segredo – os pais dele sabem; seu amigo e primo de consideração sabem. E é nesse momento, entre a página vinte e vinte e um, que você lembra daquela manchete no noticiário falando que as pessoas que sofrem abusos, na maior parte das vezes, são abusadas por alguém que conhecem, intimamente ou não.

Continue Lendo

Resenha – Inventei Você?

Publicado em 7 de novembro de 2017
- Drama, Romance, Verus, Young Adult

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO para leitores que gostam de se confrontar com visões novas e diferentes a respeito da vida e de todos os seus fatores. Um livro de reflexões mas cheio de risadas, romance e lágrimas, é uma leitura que surpreende por sua profundidade e excelência de escrita, surpresa muito bem vinda naqueles momentos em que temos muitos livros para ler e não conseguimos escolher um, por exemplo. (Essa leitora ávida e resenhista recomenda que vocês escolham esse aqui.)

O que vocês gostavam de fazer quando eram crianças? Quais eram suas brincadeiras preferidas? Eu, por exemplo, gostava muito de andar de bicicleta. E não apenas andar civilizadamente de bicicleta – eu adorava passar por buracos e obstáculos nas ruas de terra, de fazer de galhos e árvores e jardins países encantados que só eu pudesse atravessar. Por morar na capital de São Paulo na época, meus pais não deixavam que eu perambulasse de bike pela região perigosa, deixando minha querida bicicleta na cidadezinha pequena em que minha avó vive até hoje, Lambari, em Minas Gerais. Recordo-me de aguardar ansiosamente pelas férias – de aguardar ansiosamente pela chance de subir na bicicleta depois do café da manhã e só voltar para casa por volta de cinco horas da tarde. Continue Lendo