Siga nossas redes:

Gutenberg

Resenha – As Sobreviventes

Publicado em 4 de dezembro de 2017
- Gutenberg, Thriller

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem busca uma trama cheia de mistério, aquele tipo de história em que nada é exatamente aquilo que parece. Ideal para ler em momentos em que precisamos de um thriller angustiante e surpreendente, capaz de nos enganar e nos fazer roer as unhas de tensão.

Quincy Carpenter quase foi morta. Durante uma viagem com os amigos para comemorar um aniversário, em um chalé no meio da floresta, o grupo passou por momentos assustadores. Tudo começou com um ruído, que se transformou em gritos histéricos e evoluiu para sangue respingando e escorrendo em grande quantidade dos corpos mutilados dos seus amigos – e até dela mesma. Mas ela sobreviveu, e mesmo após 10 anos seu subconsciente resiste em recordar de detalhes desta noite.

Parar não era uma opção. Parar era morrer. Então ela continuou correndo, mesmo quando o ramo de um arbusto espinhento se enrolou no seu tornozelo e roeu a carne. O ramo se esticou até Quincy conseguir se libertar dele à força de um chacoalhão. Se doeu, ela não tinha como dizer. Seu corpo já tinha sofrido mais dor do que podia suportar.

Continue Lendo

Resenha – Todo mundo vê formigas

Publicado em 11 de setembro de 2017
- Gutenberg, Resenhas, Young Adult

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem gosta de narrativas que misturam realidade e fantasia; para quem curte histórias que, através de muitas analogias, descascam o ser humano expondo todas as dores, angústias, inseguranças, gentileza, amor e esperança que cabem no peito. Ideal para ler no momento em buscamos uma narrativa que aborde temas difíceis como bullying, problemas familiares adolescência e relacionamentos interpessoais, tudo isso com uma escrita simples, fluida e divertida.

Quando a situação está difícil, o que você costuma fazer para lidar com tudo? Que mecanismos de defesa utiliza? A saber: mecanismos de defesas são, de acordo com a psicanálise, maneiras com as quais lidamos com situações que nos causam dor, angústia, sofrimento. São recursos que o ser humano encontra, de maneira consciente ou não, para lidar com tudo aquilo que aperta o peito. Exemplo? Tenho sim. Quando a gente come mais do que deve, ou gasta mais do que pode, para preencher aquele vazio existencial que nos incomoda. Ou quando a gente projeta no outro uma opinião ou sentimento que é na verdade nosso. Ou ainda, quando a gente sublima algo que considera ruim transformando em algo mais ‘socialmente aceito’, por assim dizer. Neste livro o protagonista também tem um mecanismo de defesa. Ele vê formigas.

‘Filho, você precisa dar um jeito de tirar isso daí’, ele diz e me cutuca gentilmente no coração. ‘Você não pode guardar tudo isso aí dentro.

Continue Lendo

Clube do livro Grupo Autêntica – Todo mundo vê formigas

Publicado em 30 de abril de 2017
- Clube do Livro, Eventos, Gutenberg
 
Olá, pessoal! Como vocês estão?

O post de hoje é especial, pois contarei sobre mais um clube do livro promovido pelo Grupo Autêntica.  O encontro acontece uma vez por mês, em diversas cidades. Em Campinas foi a terceira reunião e a impressão que tenho é que cada vez fica melhor!

Continue Lendo

Resenha – Codinome Lady V

Publicado em 24 de abril de 2017
- Gutenberg, Romance de Época

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem está em busca de começar uma nova série, com histórias independentes em cada livro. Para quem gosta de romance de época com uma pitada hot ou tem interesse em conhecer mais sobre o gênero. Ideal para ler quando o desejo é uma narrativa engraçada, sensual e gostosa, com toda a leveza que um romance desse estilo costuma oferecer.

Olá, pessoal! Vamos falar sobre mais um romance de época? A dica de hoje é especial, porque de certa forma surpreende mesmo utilizando temas e características sempre encontradas em livros do gênero. Codinome Lady V chamou minha atenção pela história bem construída, tradução bem feita e diagramação impecável. Neste caso até o título – que não tem nada a ver com o original – fez toda a diferença e combinou demais com a obra. Continue Lendo