Siga nossas redes:
All Posts By:

Layla Magalhães

Indicação – Autora: Tahereh Mafi

Publicado em 21 de setembro de 2017
- Indicação de Autor, Universo dos Livros

Tahereh Mafi. Vocês já podem tê-la visto pelo Instagram e Twitter, toda linda com hijabs maravilhosos e um estilo de cair o queixo, como uma obra de arte viva. Poliglota, filha de imigrantes do Irã, esposa do Ransom Riggs (autor da série Orfanato da Senhorita Peregrine Para Crianças Peculiares) e mãe da pequena e recém-nascida filhinha deles, Tahereh é mais do que uma autora Best-Seller do New York Times e do USA Today e prestes a ter seus livros adaptados para a telinha: ela é uma mulher cheia de representatividade e empoderamento.

Com vinte e nove anos, Tahereh já tem em sua lista de publicados cinco livros: três (e um extra, com dois pontos de vista) da série Estilhaça-Me e Além da Magia, e ainda promete muitos livros pela frente.

Para a alegria dos fãs, Mafi anunciou recentemente que Estilhaça-Me ganhará mais três livros, e um deles já tem nome e data confirmados: Restore Me, dia 6 de março do ano que vem.

Passei minha vida dobrada entre as páginas dos livros.
Na ausência de relacionamentos humanos, criei laços com as personagens de papel. Vivi amor e perda por meio das histórias enredadas na história; experimentei a adolescência por associação. Meu mundo é uma teia entrelaçada de palavras, amarrando membro a membro, osso a tendão, pensamentos e imagens todos juntos. Sou um ser composto de letras, uma personagem criada por frases, um produto da imaginação fabricado por meio da ficção.

E para a alegria dos fãs brasileiros, a Universo dos Livros, editora que publicou Além da Magia por aqui, anunciou  durante a Bienal do Rio, que relançará os três primeiros livros de Estilhaça-Me e publicará todas as sequências. Além disso, a UdL também anunciou que publicará Whichwood, livro ambientado no mesmo universo fantástico de Além da Magia e inspirado na cultura Persa, no fim do ano.

Gostaram? Querem saber mais sobre as obras dela? Então continuem lendo comigo e saibam porque vale a pena ler esses livros espetaculares, dessa autora mais espetacular ainda!

Continue Lendo

Resenha – A Traidora do Trono

Publicado em 18 de setembro de 2017
- Fantasia, Resenhas, Seguinte

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem ama fantasias ricas e de criaturas místicas que se mostram excepcionalmente humanas. Para ler naqueles momentos em que queremos uma leitura diferente e viciante, perfeita para as ditas (e terríveis) ressacas literárias. Necessário já ter lido A Rebelde do Deserto (é possível conferir a resenha dele aqui)

Você já se afogou alguma vez?

Afogar-se é, resumida e literalmente, asfixiar-se em qualquer líquido. É mergulhar, embeber, afundar-se em algo. Há também o sentido figurado, que com o verbo nós buscamos fazer-nos esquecer, procuramos desaparecer, perdemo-nos em pensamentos e expressamos nosso fracasso: nos afogamos em bebida para de algum modo desafogar a tristeza, afogamo-nos em divagações e morremos afogados num copo d’água.

Continue Lendo

Pra Ficar de Olho – Tower of Dawn

Publicado em 8 de setembro de 2017
- E-book, Em Inglês, Fantasia, Para ficar de olho, Projetos

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA quem já acompanha a série Trono de Vidro. Ideal para os fãs de fantasia que adoram a perspectiva de se perder em leituras longas e vívidas, de muitos livros e personagens e emoções, de universos novos e reviravoltas de tirar o fôlego. Este livro, assim como toda a série, é recomendada para momentos em que os leitores sentem-se desejosos por algo novo, algo que o encante, algo que o tire da realidade.

Incêndio. Espero que vocês nunca tenham lidado com um antes ou, se tiveram, que tudo tenha corrido bem. Porque incêndios são perigosos. São mais do que mera propagação do fogo e seu terrível estrago, mais do que o ato de acender o mundo em chamas que lambem qualquer coisa possivelmente inflamável.

Eles são destruição, pura e simples.

E o que vocês fazem, ou pelo menos o que são ensinados a fazer, quando se deparam com um incêndio? Vocês devem procurar ajuda, gritar ou ligar ou chamar por ela; ou tentar, por si só, apagar o fogo, com o extintor certo, do jeito certo.

Ela limpou a garganta, pronta para gritar.
Não sobre estupro, não sobre roubo – não sobre alguma coisa que covardes se esconderiam. Grite sobre fogo, a estranha a instruiu. Um perigo para todos. Se você for atacada, grite sobre um incêndio.

Resumidamente, vocês tomarão cuidado ao lidar com ele, seja sozinhos ou com companhia. Ninguém ensinou a vocês ou a mim ou a nós, céus, que devemos nos atirar ao fogo, abraçar a quentura das chamas e dançar com elas. Ninguém. Sarah – Aelin, demonstrou o perigo do fogo. Ele nos foi escrito, praticamente desenhado e aprendido com a experiência que a pura destruição de suas páginas causam. Nós conhecemos os riscos, sabemos que podemos sofrer e que podemos rir e chorar e amar e, consecutivamente, perder. A gente viu. A gente leu. A gente sabe.

E mesmo assim mergulhamos, ávidos, nas labaredas.

Definitivamente, é o que fazemos ao acompanharmos Aelin e Rowan e Chaol e Dorian e Manon e Lysandra e Aedion e todos aqueles personagens maravilhosos que Sarah criou. Eles são, de fato, maravilhosos. Únicos. E puro fogo.

Tower of Dawn é puro fogo.

Continue Lendo

Resenha – Diga Aos Lobos Que Estou em Casa

Publicado em 6 de setembro de 2017
- Editoras, Novo Conceito, Resenhas, Young Adult

LIVRO ESPECIALMENTE INDICADO PARA leitores que buscam sair do comum com leituras fortes, duras e questionadoras, que de forma poética e simples tentam desfragmentar um pensamento ou sentimento. Ideal para quebrar uma sequência de leituras que não parecem tão marcantes.

Vocês já viram como se faz um copo de vidro? Eu, particularmente, nunca fiz um, e no programa Ra-Tim-Bum, que passava na cultura e tinha um quadro musical que com “viu como se faz?” explicava os processos de criação de várias matérias, sempre parecia fácil demais produzi-lo, com aquelas máquinas enormes e rápidas. Continue Lendo